Casa do Porto Vinhos Colunas Gastronomia

A mulher no mundo dos vinhos

“Esta é a década da feminilidade do vinho”

 

Esta frase é da inglesa Jancis Robinson,crítica de vinhos, a mulher mais conceituada nessa área no mundo: a primeira a obter o título Master ofWine e uma das responsáveis pela seleção de vinhos da Rainha da Inglaterra.

 

Como é possível que uma mulher alcance um posto tão elevado de trabalho em nível mundial, em uma função tradicionalmente masculina?
É fato que a mulher sempre foi pouco valorizada na história, principalmente no mercado de trabalho, não apenas no Brasil mas no mundo. Em 1792 na Inglaterra, Mary Wolstonecraft escreve a obra“ A Reivindicação dos Direitos da Mulher” , defendendo uma educação para as meninas que aproveitasse seu potencial humano. No Brasil, somente no século XlX com a Revolução Industrial, a mulher brasileira começa a ocupar seu posto nas fábricas, mas segundo as autoras Adriana Reis Araújo e Tânia Fontenele no livro “Trabalho de Mulher”, as operárias eram vistas como futuras mães, educadoras, companheiras, e não como profissionais.

 

 

Foto: Fabiana Costa Comunicação.

 

Hoje, após tantas lutas e transformações, parte da sociedade já entende que as mulheres são sim capazes de assumir postos antes liderados pelos homens em organizações mundiais. Na França já existe uma competição anual exclusivamente feminina (Feminalise) composta por viticultoras, estudiosas, enólogas, entre outras, que degustam às cegas mais de 4.000 vinhos e são premiadas mediante o conhecimento e a capacidade de identificar propriedades em diferentes marcas, safras, estilos, regiões, etc. Nesse mesmo país, muitas vinícolas são comandadas por mulheres, como Madame May Eliane de Lencquesaing do Lendário ChateauPichonLonguevilleComtesse de Lalande, e HélèneGarcin-Lévêque e suas váriaspropriedades, que representa o novo caminho e o frescor que as mulheres vem trazendo a esse mercado.

 

A sensibilidade inerente às mulheres as levam à busca por um trabalho rentável, mas que traga prazer e a tão sonhada realização pessoal. Talvez por isso a lista delas no mundo dos vinhos só cresce. Seja como sommelier, enóloga ou crítica, elas empregam ao trabalho, além de todo profissionalismo, o encanto e a elegância feminina, que conquistam esse público tão apaixonado por novos conceitos, aromas e sabores.

 

La Santé!!!!

 

 

Texto escrito por Graciela Moraes (Bacharel em Comunicação e Social Sócio proprietária da Casa do Porto Vinhos)

 

Esta coluna é um oferecimento de Casa do Porto em parceria com o Culturaliza BH. 

Deixe o seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *