Destaque Gratuito ou a baixo custo

Praça Sete conta com programação cultural acessível durante a semana; confira

O Cine Theatro Brasil Vallourec conta com uma programação recheada de atrações durante a semana bem no centro da cidade. Localizado bem no miolo, na Praça Sete, além de sua programação de espetáculos, o espaço conta com shows musicais, teatrais e exibições de filmes. 

 

Veja só: 

 

Mostra de Cinema: Segunda no Cinema

 

Bem no início da semana, o dia é dedicado à sétima arte. Toda as segundas, a mostra exibe filmes que fizeram história e marcaram época. As seções ocorrem sempre às 19h30, no Teatro de Câmara, com preço popular, sendo R$10, a inteira, e R$5, a meia entrada. A curadoria é de Rodrigo Azevedo.

 

Confira a programação no site: www.cinetheatrobrasil.com.br

 

 

Praça Sete Instrumental 

 

Nas quartas-feiras, o Cine Theatro Brasil Vallourec faz um convite para desacelerar o ritmo corrido vivido no centro de BH, o projeto Praça 7 Instrumental, que oferece gratuitamente apresentações de músicas no horário de almoço. A curadoria é do maestro Marcelo Ramos. 

 

Confira a programação no site: www.cinetheatrobrasil.com.br

 

 

Música na Varanda

 

Já tradicional na Praça Sete, o projeto Música na Varanda Cine Brasil já oferece há cinco anos música de qualidade todas às quintas-feiras, por volta de 18h e 19h, bem debaixo da varanda do prédio, na rua Carijós. O projeto é próprio do Cine Theatro Brasil Vallourec, via Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Belo Horizonte – Fundação Municipal de Cultura. Surgiu com a proposta de interagir com a vizinhança da casa, proporcionando música de qualidade gratuitamente, além de abrir espaço para o surgimento de novos talentos.

 

Confira a programação no site: www.cinetheatrobrasil.com.br

 

 

Conheça o Cine Theatro Brasil Vallourec! Faça um tour na sua história e veja lindas fotos dos Diego Martins na coluna “Rolê Fotográfico”. Clique aqui.

 

Deixe o seu comentário

Charles Douglas
Charles Douglas
Virginiano, metropolitano de Ibirité, mas com a vida construída em BH, jornalista recém formado e apaixonado pelos rolês culturais da capital mineira. Está perdido no mundo da internet desde quando as comunidades do Orkut eram o Culturaliza de hoje. Quando não está com a catuaba nas mãos, pelas ruas de Belo Horizonte, está assistindo SBT ou desenhos no Netflix.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *