Culturaliza Dicas Turismo

Revitalização Praça da Liberdade

Um dos locais mais emblemáticos da capital mineira, a Praça da Liberdade, vai passar por uma ampla revitalização e as obras começam neste mês de julho, com previsão de entrega já em novembro deste ano. A revitalização é resultado da parceria entre o Governo do Estado, por meio do Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais – Iepha-MG; a Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) e a Vale. O custo total das obras é de R$ 5,2 milhões.

 

Tombada pelo Iepha-MG e pela PBH, como Conjunto Monumental do Centro Cívico do Governo do Estado de Minas Gerais, a Praça da Liberdade está presente na memória afetiva da população belorizontina, desde o período da sua construção, de 1895 a 1897, época também da inauguração da capital mineira, projetada pelo engenheiro Aarão Reis. Construída inicialmente sob a influência do paisagismo inglês naturalista, a praça passa por sua primeira grande reforma no ano de 1920, quando adota o estilo francês, inspirado nos jardins de Versailles, por ocasião da importante visita dos reis da Bélgica à Belo Horizonte. Por estar situada na convergência das avenidas Cristóvão Colombo, João Pinheiro – antiga Avenida Liberdade -, Brasil e Bias Fortes, a Praça da Liberdade se torna o local favorito dos mineiros e dos turistas que passam pela cidade. Disposta simbolicamente no centro de uma arquitetura marcante que reúne construções ecléticas, modernistas e pós- modernistas.

 

As intervenções incluem a reformulação do sistema de iluminação, pela Prefeitura de Belo Horizonte. Já o Iepha-MG e a Vale farão a restauração do Coreto, da estátua Ninfa e do piso da pista de caminhada, e a reinstalação das placas de monumentos e a reformulação do mobiliário que será substituído por equipamentos com padrões arrojados de design com a renovação de bancos e lixeiras. Também será feita a requalificação dos jardins e melhorias do sistema de irrigação, que será substituído por um novo. Esta iniciativa conta a parceria da Cemig. Está previsto ainda o replantio de mudas conforme plano de manejo e a requalificação do sistema de bombeamento e estrutura civil das fontes.

 

Desde a reforma de 1991, a Vale mantém o convênio com a Prefeitura de Belo Horizonte para a manutenção da Praça da Liberdade. O pioneirismo na adoção virou referência, levando a PBH a criar o Programa Adote Verde. A iniciativa permite que empresas, instituições e indivíduos possam adotar e revitalizar espaços públicos da cidade.

 

Agora é aguardar a fim das obras para termos nosso símbolo de volta.

Deixe o seu comentário

Joseane Santos
Joseane Santos
Canceriana do coração apaixonado, amante da boa música, atleticana no corpo e na alma, mineirinha do interior que encontrou na capital seu lugar no mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *