Culturaliza Exposições Gratuito ou a baixo custo

Reflexão sobre a desigualdade social é o tema da exposição “Preto no Branco”

Desde o dia 18 de janeiro, Coletivo Colab31 promove a exposição “Preto no Branco”, que se propõe a refletir sobre a formação dos aglomerados, das periferias e, ao mesmo tempo, o retrocesso dessas ocupações até os dias de hoje. A exposição no Museus dos Quilombos e Favelas Urbanos (Muquifu), em Belo Horizonte, recebe as obras dos artistas Alexsandro Trigger, Marcel Martins Lacerda Diogo, Wanatta Rodrigues e William Lima (Will).

 

De acordo com o organizador e integrante do coletivo Will, a exposição remete a uma imersão no universo periférico, burguês e capitalista e no processo de criação e expansão das cidades e seus reflexos positivos e negativos. “O local da exposição por si é parte desse processo, geograficamente estabelecido ao lado dos bairros, Santo Antônio e São Pedro, surge a Vila Estrela, lugar de luta, resistência, mudança, superação, amor, esperança e de transcendência”, explica.

 

A entrada é gratuita e os vistantes devem agendar a vista pelo telefone (31) 9 9303-9090. A exposição fica em cartaz até dia 20 de feveireiro.

 

Exposição “Preto no Branco”

Quando: 18 de janeiro a 20 de fevereiro
Onde: Museus dos Quilombos e Favelas Urbanos (Muquifu) – Rua Santo Antônio do Monte, nº 708.

Informações: https://www.facebook.com/events/343538763101685/?ti=cl

Entrada Gratuita mediante a agendamento pelo telefone (31) 9 9303-9090

Deixe o seu comentário

Guilherme Dias
Guilherme Dias
Desde de sempre, gosto de contar histórias e vi no jornalismo a oportunidade perfeita para fazer isso. Não vivo sem filmes, livros e música, principalmente rock n’ roll.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *