Colunas Crítica Musical Destaque Música

Legião Urbana: Há 28 anos “O Descobrimento do Brasil” era lançado com letras de esperança em meio as incertezas políticas e econômicas do país

Com bandolins, cítaras, teclados e vocal incrível de Renato Russo, o álbum traz os hits: “Vinte e Nove”, “Perfeição”, “O Descobrimento do Brasil”, “Vamos Fazer um Filme”, “Os Anjos” e “Só Por Hoje”; disco vendeu quase 1 milhão de cópias

 

Coluna: ‘Crítica Musical’
Jornalista | Colunista & Editor:
Felipe de Jesus
Siga: @felipe_jesusjornalista 

 

O início dos anos de 1990 foram marcados por ótimos discos do Pop/Rock e com certeza “O Descobrimento do Brasil (1993)” da “Legião Urbana” está no topo. O trabalho que marca uma pausa nos shows entre os anos de 1989 até 1992 com os álbuns “Quatro Estações (1989)” e “V (1991)”, selava uma nova fase. Isso porque eles apostaram na MTV, canal que era a melhor forma de divulgar discos através de entrevistas e clipes.

 

Na imagem: Marcelo Bonfá, Renato Russo e Dado Villa Lobos na época do lançamento do disco “O Descobrimento do Brasil” no ano de 1993. Foto: Legião Urbana.

 

Mesmo considerado “mediano” para alguns, o álbum que buscava a esperança, por causa das incertezas políticas e econômicas que o país vivia, vendeu quase 1 milhão de cópias mostrando que Renato Russo, Marcelo Bonfá e Dado Villa Lobos estavam no caminho certo.

 

O disco “O Descobrimento do Brasil” no formato vinil – Foto | Crédito: Mercado Livre.

 

Com a faixa, “Vinte e Nove” temos uma análise de arrependimentos que temos de certas coisas na vida em meio ao bandolim e baterias de Bonfá. Em “A Fonte”, criticas ao sistema mostrando a “raiz punk” da Legião e já em “De Espirito”, as guitarras distorcidas de Dado reforçam a luta de Renato contra o álcool. Com “Perfeição” (perfeita em letra e melodias), temos uma critica onde a ignorância do mundo é celebrada.

 

Em “Passeio da Boa Vista” (instrumental), o ouvinte relaxa até a doce “O Descobrimento do Brasil”. Em seguida “Os Barcos”, “Vamos Fazer um Filme”, “Os Anjos”, “Um dia Perfeito” (pra amantes de chuva), e “Giz”, minha preferida pelo verso: “Só apareço por assim dizer, quando convém aparecer”. Para fechar, “Love In The Afternoon”, “La Nuova Gioventú” e “Só Por Hoje”.

 

Avaliação 

 

Lembro que eu tinha 12 anos e morava no Barreiro quando conheci esse clássico. Com bandolins, cítaras, teclados e vocal incrível de Renato Russo, ele traz os hits: “Vinte e Nove”, “Perfeição”, “O Descobrimento do Brasil”, “Vamos Fazer um Filme”, “Os Anjos” e “Só Por Hoje”. Dou cinco estrelas (máxima), pois, além de ser ótimo, dá a certeza de que a esperança está viva! Escute. 

 

 

 

 

Fotos: Legião Urbana 
Até a próxima Crítica Musical.
A coluna é publicada neste espaço toda semana

 

 

 

Se você ainda não ouviu o álbum
“O Descobrimento do Brasil”, confira!

Deixe o seu comentário

Felipe de Jesus
Felipe de Jesus
- Editor & Administrador [ Apoio no setor Administrativo e Financeiro ] do CulturalizaBH- Portal UAI - Redator & Coluna: Crítica Musical. _______________________________________________________________________ Diretor do 'Grupo Conteúdo' - Agência de Notícias | Publicidade & Marketing Digital _______________________________________________________________________ Gestor Adv. - | FJ - Escritório de Assistência Jurídica - EAJ |. Membro da "Associação dos Advogados Empreendedores - (AAE-OAB) _______________________________________________________________________ Jornalista (FESBH), Publicitário (Instituto P.E.D), Relações Públicas (UIB), Teólogo (F.ESABI), Sociólogo (F.Polis das Artes) e Economista (USIP). Tem Ms. em Comunicação Social: Jornalismo e Ciências da Informação (UEMC) e Bel. em Direito (UNIESP-BH/FACSAL).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *