Colunas Crítica Musical Culturaliza Música Resenha

Dido volta as paradas de sucesso com”Still On My Mind” seu novo álbum

Trabalho reacende o estilo inconfundível da cantora britânica; “Hurricanes”, “Give You Up” e “You Dont’ Need a God”
são alguns dos hits

 

Quando escutei pela primeira vez nas rádios a canção “Thank You” da cantora Dido em parceria com o rapper Eminem, pensei que a carreira da cantora não passaria do primeiro álbum “No Angel (1999)”. No entanto, a cantora provou que era possível seguir em frente e com muita dedicação ela gravou “Life On Rent (2003)”; “Safe Trip Home (2008)”; “Girl Who Got Away (2013)” chegando ao mais novo trabalho “Still On My Mind (2019)”. O 5° álbum da cantora reacende a chama da compositora que magistralmente continua firme no mesmo estilo musical, trazendo balanço e além disso, muito romantismo.

 

O álbum que já está bem posicionado nas paradas da Billboard traz canções bem elaboradas, mas poucas parcerias musicais. Todavia, com a mesma força dos trabalhos anteriores. Com a faixa “Hurricanes” que abre o álbum, ela mostra que sua voz está intacta e bem próxima do início da sua carreira. “Eu quero acordar. Com seu peso ao meu lado. E eu quero pensar que. Você é bonito quando acorda. E eu quero me voltar a você. Me voltar ao seu lado. E eu quero pensar. Mas não dizer”.

 

Em seguida ela traz “Give You Up”, segunda faixa que caberia muito bem no álbum “No Angel (1999)” se não fosse nova. “Não estou sentada com a cabeça. Nas minhas mãos agora. Não me importo sobre onde você esteve. Não, não estou olhando o relógio. Ou pegando meu telefone. Não irei beber até adormecer. Oh, oh. Você não, você não. Me atinge mais. Não, acabou, acabou. Não penso mais em você”.

 

Com “Hell After This”, Dido reafirma que não perdeu o ‘feeling’ das composições que marcaram sua carreira. “Arranje um quarto. Apaixone-se. Apenas por uma tarde. Amar passa devagar. A luz se move sozinha. Uma canção que toca. Me faz sentir falta. De tudo o que perdi. Até o Sol se pôr. E as luzes se acenderem”.

 

Já em “You Dont’ You Need God” quase voltamos ao passado pelo estilo da canção. A música traz traços bem próximos de “White Flag” sucesso do álbum “Life For Rent (2003)”. “Posso ouvir a música. Apenas algumas notas de um carro passando. E elas podem me levar. Com o coração abrindo velocidade. Para algum lugar que não aqui. Estou muito presa permanecendo ao lado de algo. Nada muito para se ver, mas o suficiente para me prender”.

 

Na faixa “Take You Home” Dido traz mais uma canção dançante e bem ornamentada. A voz da cantora continua a mesma. “Posso ouvir a música. Apenas algumas notas de um carro passando. E elas podem me levar. Com o coração abrindo velocidade. Para algum lugar que não aqui. Estou muito presa permanecendo ao lado de alg. Nada muito para se ver, mas o suficiente para me prender”.

 

“Some Kind Of Love” também é uma faixa com forte chance de tocar nas rádios. Uma letra suave e bem tranquila. “Ela encontrou os discos debaixo da cama. Todas as canções que ela costumava cantar. Todas as canções que ela costumava tocar. Todas aquelas palavras, aquelas melodias. E a promessa de algum tipo de amor. E a promessa de algum tipo de amor”.

 

Dando sequência Dido traz a música “Still On My Mind”, faixa que intitula o disco. A música também exprime bem o estilo inconfundível da cantora. “Mares em movimento, estradas sem fim. Em direção ao Sol. Vastos céus, sonhos maiores. Suficientes para cada um. Eu era corajosa, livre de amar. Eu quis viajar sozinha. Nós nascemos na luz. Sinto muito por ter lembrado disso errado”.

 

Com o mesmo tom “Mad Love” é mais uma faixa que mostra o estilo único da cantora. Uma balada bem produzida. “Deixe-os que nos contem histórias. Enquanto estamos deitados nos campos. E vemos um pássaro planar no alto. Deixe-os que nos falem sobre amor e perda. Como viveremos e como morreremos. Pois dizem que ele certa vez foi. Alguém com um terno preto. E bons sapatos. E um sorriso perfeito. Isso me faz querer perguntar”.

 

Em “Walking By” Dido continua na mesma linha musical, puxada para o som mais lento. A letra se destaca pelos vocais da artista. “Mantenha-me presa. Mantenha-me calada. Você consegue, mas minha mente ainda perambula livre. Você pode manter-me enjaulada. Você pode me dizer para ficar quieta. Mas me lembro de tudo”.

 

“Friends” e “Chances” continuam dando o tom para o álbum “Still On My Mind (2019)” e para fechar com maestria o novo trabalho ela traz a faixa “Have To Stay”. “Você nasceu com um sorriso em seu rosto. E ele permanece lá todos os dias. Quando você chora eu lembro você de que eu nunca irei embora. Mas que estou aqui ao seu lado até que você me mande para longe. Quando você estiver com cem mil anos. Você dirá até lá que eu tenho que permanecer”.

 

Avaliação

 

Com tantos novos cantores surgindo nas plataformas digitais, fica difícil conseguir se destacar no mercado musical. No entanto, pela história musical de Dido que tem cinco álbuns gravados e sucessos inesquecíveis nas rádios, se posicionar nas mídias atuais não é uma surpresa, mas uma constatação de que seu trabalho é muito bom. “Still On My Mind (2019)” apenas reforça que a cantora sabe o que quer de fato na música mundial. Dele indico as canções: “Hurricanes”, “Give You Up” e “You Dont’ Need a God”. Avalio com cinco estrelas (máxima), pois não tive nenhum tipo de surpresa desagradável, mas apenas boas “vibes” vindas de um álbum muito bem produzido e com requintes de total maturidade musical. Disponível em CD, Deezer e Spotify.

 

 

Fotos: Dido.

 

Até a próxima Crítica Musical.

Crítica Musical é publicada neste espaço toda quinta-feira. 

Deixe o seu comentário

Felipe de Jesus - Siga: @felipe_jesusjornalista
Editor & Administrador do CulturalizaBH - Portal UAI [ Apoio no setor Administrativo e Financeiro ] - Jornalista - Redator & Colunista: Crítica Musical. Filiado: FENAJ & FIJ | AIN | SINAJ | Abramídia | UBI _________________________________________________________________________ ■ Publicidade & Divulgação de Notícias MKT - Diretor [ Grupo Conteúdo (GC) ] _________________________________________________________________________ ■ Advocacia: Gestor Adv. - [ FJB Advocacia - Assistência Jurídica & Empresarial ] - "Associação dos Advogados Empreendedores - (AAE/OAB)". ________________________________________________________________________ ■ Graduado: Apaixonado pela área acadêmica, Felipe de Jesus é formado em Jornalismo pela (Faculdade - FESBH), Publicidade & Propaganda (Instituto Politécnico de São Paulo), Teólogo (Faculdade ESABI/BH-MG), Sociologia (Faculdade Polis das Artes/SP), Economia (Universidade USIP), Direito/Advocacia (FACSAL/MG) , Ms. em Comunicação Social: Jornalismo e C.Informação (Univ. UEMC) e atualmente cursa Engenharia de Telecom. & TV (F.Matric/EAD)