Culturaliza Literatura Poesia

Poetiza BH: Soslaio

O que aplaca são os silêncios
Os motivos que formam o tempo
O corpo
Em grandes doses de verão e solitude
Onde a sombra me toma as mãos
Dança
Não as devolve
E revolve as ante salas
Onde estão imóveis
Os sons de ontem
Todos eles guardados
À espera do próximo amanhecer
Brotar
Durante todo à noite
Estive aqui
No eclipse que são os segredos
Estes que não transpõem o dia
Apenas quando exposto
Doa-se o coração…

 

Poema de Bernardo Nogueira

Foto: Wagner Correa

Instagram: Café de Imagens

Deixe o seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *