Colunas Culturaliza Literaliza BH Literatura Livros

“O Segredo da Caveira de Cristal” – Mallerey Cálgara

O legal de dar dicas SÓ de livros brasileiros é que além de ler mais e cumprir minhas metas, tenho descoberto cada preciosidade e experimentando gêneros que não me arriscaria a ler espontaneamente. Olha que muita gente me diz “daqui a pouco você vai ficar sem opções”, “vai acabar repetindo escritor” ou então o que eu adoro “nem tem tanto livro assim pra dar dicas”, ENGANO! Todo dia alguém me indica um escritor brasileiro que nunca ouvi falar e a surpresa tem valido muito a pena. Foi assim com a Mallerey Cálgara, uma mineirinha de Carmo do Cajuru, que escreve fantasia. Tem 12 livros publicados e nota de 4.9 no Skoob que é para poucos.

 

“O Segredo da Caveira de Cristal” é um livro de fantasia com seus elementos característicos, tem guardiões, cidade mágica, magia, aventura e ação. Trata-se de uma treta  familiar que começa quando o rei precisa decidir qual dos filhos gêmeos vai herdar o trono. A questão é que quando da gravidez da rainha , o soberano já havia prometido o trono ao filho que nascesse primeiro , no caso,  Sulco. Um garoto chato, maldoso e mal humorado que cresceu na expectativa da herança do trono para recomeçar a guerra que o pai custou a pôr fim. Após uma visita a um mago da cidade, o rei tem uma revelação que já esperava, caso escolha Sulco o futuro do reino será de sofrimento para o seu povo com muitas guerras, violência e tirania. Mas o rei pode quebrar sua palavra e escolher Heian, o segundo filho, que já veio ao mundo vencendo a batalha da sobrevivência contra o irmão dentro da barriga da mãe. Heian, óbvio,  é o oposto de Sulco,  doce e gentil, é visto como bondoso demais e não vê maldade nas pessoas.

 

 

 

Não é spoiler, OK! O rei decide deixar o trono para Heian, que também tem a preferência da rainha e é aí que começa a treta. Sulco, claro, não aceita a decisão e faz de tudo para ter o trono. E quando eu digo tudo é tudo mesmo. Sulco é daqueles vilões que não escondem sua maldade, ele manipula, mata (muito), aprende magias e as usa em seu favor, mas Heian tem um fortíssimo aliado nessa briga, o aprendiz de mago e seu melhor amigo Mongho, o personagem que chama mais atenção e tem ações mais determinantes na trama do que o próprio rei Heian. Mongho jura fidelidade e proteção ao amigo e faz de tudo para livrá-lo das garras do irmão e tem como aliadas a rainha Driadh, esposa prometida que veio junto com o trono e a feiticeira Nadjra. É uma história sobre conseguir o poder a qualquer custo, é sobre sacrifício e amor.

 

 Em pouco mais de 300 páginas, Mallerey criou reinos e teceu uma história original com direito a dialeto próprio. Sua escrita é sucinta e objetiva. De forma clara ela descreve cenários, magias e batalhas. Gosto das pequenas deixas que Mallerey coloca ao longo dos capítulos que prendem o leitor a história estimulando a formar um quebra cabeça e descobrir os mistérios da trama. É uma história que justifica a continuação e vai muito além da batalha entre os gêmeos. Aguardando ansiosamente pela continuação.

 

Motivos para ler “O Segredo da Caveira de Cristal”, da escritora Mallerey Cálgara:

  • Tem magia;
  • Mistério;
  • É ágil;
  • Linguagem simples;
  • História fascinante.

 

Esta coluna é publicada aqui, todas as segundas!

Envie seu e-mail para a colunista: elisrouse@culturalizabh.com.br

Deixe o seu comentário

Elis Rouse
Elis Rouse
Sou Elis, não sou Regina; sou do interior e amo a capital; sou jornalista, mas não trabalho em jornal; amo ler, sonho escrever; dicas vou dar, dicas quero receber; experiências vamos trocar; literatura brasileira vamos amar!

One thought on ““O Segredo da Caveira de Cristal” – Mallerey Cálgara

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *