Analise Colunas Crítica Musical Culturaliza Música Resenha

Luan Santana comprova que é um dos maiores ‘Hitmakers do Sertanejo’ com “Viva”, trabalho que sela seus 12 anos de carreira

Registro gravado em Salvador / Bahia traz em algumas faixas, influências do sertanejo dos anos de 1990; “Choque Térmico”, “Quando a Bad Bater”, “Mendigando Amor”, “Água com Açúcar”, “Moça Chique” e “Motel Paraíso” são alguns hits

 

Se firmar como músico no Brasil não é uma tarefa muito fácil e nos dias atuais com tantas novidades no mundo virtual, mais difícil ainda! Para chegar ao estrelato o cantor (a) precisa ter consigo paciência, dedicação e acima de tudo, talento para enfrentar as dificuldades, como é o caso do cantor Luan Santana. Com 12 anos de carreira, o “príncipe do sertanejo” (diferentemente de muitos artistas), vem se reinventando a cada trabalho e a prova de que ele sempre acerta em cheio nas produções musicais está em “Viva (2019)”, novo álbum | projeto audiovisual. O trabalho gravado em maio deste ano em Salvador | Bahia é o primeiro conteúdo de música inédito a integrar o catálogo da Globoplay por meio de parceria com a Som Livre. O projeto chega com muitas novidades para os fãs, mas claro, sem esquecer do romantismo, marca única de sua carreira.

 

Além da performance incrível no palco, “Viva (2019)” reafirma a força musical de Luan Santana, tanto pelas letras quanto pelas melodias. “Choque Térmico”, primeira faixa do álbum já deixa claro que ele chega para animar a festa. A letra “bem romântica” traz além das batidas, uma introdução marcante com um violão muito bem dedilhado, aliás, um violão bem sertanejeiro com o som de um acordeão no fundo muito bem tocado. Já em “Quando a Bad Bater”, o artista mantém a linha musical mais puxada ao romantismo. A música já nasceu para ser hit nas rádios e nas plataformas digitais. No registro ele é muito bem acompanhando pelas fãs. Com “Sofrendo Feito um Louco” Luan Santana acerta os corações. A introdução da música é linda com violinos e um Swing incrível. A canção é bem dançante, já que as batidas dão o tom! Além do violão que está lindo (e sua banda altamente profissional), sua voz também se destaca na canção. Mais um hit!

 

Em “Mendigando Amor”, o cantor também reafirma sua força Pop. A música que caiu como uma luva neste novo álbum, também traz bastante ritmo. Além disso,  Luan Santana é muito bem acompanhado pelo backing vocal de sua banda. Já a música “Ignore” traz uma letra apaixonante e a pegada do “sertanejo universitário” na medida certa. Na canção “Água e Açúcar” o cantor também acerta na sonoridade. Além do vocal animadíssimo, o piano dá o tom para a canção. A letra também é um atrativo a parte. Com “Meu Investimento”, ele mantém a linha do romantismo trazendo na letra uma linda história de relacionamento. Já em “Princesa Não Levanta” ele traz o estilo “Reggaeton” acertando também na letra. A música agrada já na primeira audição.

 

Com “Moça Chique”, por algum momento parece que estamos voltando ao tempo. A música com letra meio “Roberto Carlos e Erasmo Carlos” na fase dos anos de 1980, traz também toda a força Pop do artista. A faixa é uma das minhas preferidas, tanto pela linda introdução, quanto pela letra. Dando sequência ao álbum ele mantém a linha com “Motel Paraíso”, mais uma faixa que lembra aqueles hits sertanejos dos anos de 1990 (algo meio João Mineiro e Marciano e Amado Batista). O violão já dá o tom e a história da música é incrível. Mais uma faixa que parece que estamos voltando ao tempo. Agrada também já na primeira audição. Que letra! Voltando ao estilo “Luan Santana de ser”, ele chega com “Tática Infalível” com um Swing animante e emenda com “Puxando o Rodo”, mais um sucesso acompanhado pelo belo acordeão.

 

Continuando “Viva (2019)” com maestria, Luan Santana traz a linda “Cê Vai Perder Essa Mulher”. A letra mais uma vez agrada e o violão toma a cena na faixa. Além disso o vocal de Luan está perfeito. A letra é linda! Em seguida “Flores, Amor e Pudim”, “Boa Memória” e “A”, dão o toque. Com alegria e muita gratidão aos 12 anos de carreira, Luan Santana segue o show com o “Pout-Pourri” de “Te Vivo”, “Sinais” e “Você Não Sabe Amar”. Em seguida ele anima ainda mais o público com “Acordando o Prédio”, “Sofazinho” e fecha com chave de ouro com “Vingança”, mais um grande sucesso de sua carreira.

 

Avaliação

 

Sempre digo para os amigos e conhecidos que são mais ligados à música, que o cantor Luan Santana é um dos maiores Hitmakers do sertanejo que temos no Brasil. A cada novo trabalho ele se reinventa, traz turnês marcantes e estoura nas rádios com suas novas músicas. Para mim ele é sucesso garantido e pronto! Os álbuns “Acústico (2015)” e “1977 (2017)” são trabalhos que admiro demais, tanto pelas letras, quanto pelas produções. Toda a temática envolvida, desde cenário, shows me agradaram demais! Após esses álbuns (que inclusive tenho no formato físico), fiquei mais ligado em seus lançamentos e “Viva (2019)” só comprova que ele merece estar a onde está na música! Deste ótimo trabalho indico as canções: “Choque Térmico”, “Quando a Bad Bater”, “Mendigando Amor”, “Água com Açúcar”, “Moça Chique” e “Motel Paraíso” que é sensacional. Avalio com cinco estrelas (máxima) pois com 12 anos de carreira, Luan Santana deixa claro que seu compromisso com os fãs ultrapassa qualquer outra prioridade. Vale a pena ouvir “Viva (2019)”, um trabalho feito com atenção e acima de tudo, dedicação à música. Já disponível no formato físico e nas plataformas digitais.

 

 

 

 

Fotos: Luan Santana
Até a próxima Crítica Musical.
A coluna é publicada neste espaço toda semana

Felipe de Jesus
Felipe de Jesus
[ Jornalista/Colunista: Crítica Musical | Editor e Apoiador no CulturalizaBH ] _______________________________________________________________________ Jornalista, Teólogo, Sociólogo, Letras (Literatura) e Bel. em Economia. Tem Mestrado em Comunicação Social: Jornalismo e Ciências da Informação, Doutorado em Ciências Sociais e atualmente cursa Direito. Apaixonado por música, colabora com rádios e portais falando sempre sobre álbuns, coberturas de shows e etc. Tem como hobbie comprar CDs e também vinis. "Minha paixão pela música brasileira me faz quase um pesquisador. Um amor que vem da adolescência" (Felipe de Jesus). _______________________________________________________________________ [ Siga o Instagram: @felipe_jesusjornalista ]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *