Colunas Literaliza BH Literatura Livros

Flicts | Ziraldo

Para quem ainda não conhece, Ziraldo é um dos principais ícones de literatura infantil brasileira. O mineiro de Caratinga, é escritor, desenhista, cartunista e tem mais de 25 livros publicados. Foi vencedor do Prêmio Jabuti de Literatura em 1980, com a obra “Menino Maluquinho” e do Prêmio Hans Christian Andersen em 2004, considerado o Nobel da Literatura infantil, com o livro “Flicts”.

 

Embora tenha ganhado um dos prêmios mais importantes da literatura em 2004, “Flicts”, foi publicado pela primeira vez em 1969. É o livro de estreia do cartunista Ziraldo, e apesar da relevância da história, esse é um dos livros menos populares do mestre dos quadrinhos.

 

“Flicts” traz o dilema de uma cor, sem vida, deslocada e que ninguém quer usar. “Nada no mundo é Flicts ou pelo quer ser”. É uma cor representada no livro como algo semelhante a bege ou nude, que tenta de todas as maneiras encaixar-se entre as demais cores, se misturar, mas sempre é rechaçada por elas.

 

O livro mostra que tentar se encaixar muitas vezes é uma furada. O negócio é ser nós mesmos e vivermos nossas vidas da melhor maneira possível.

 

Com frases como: “Por favor não vá querer quebrar a ordem natural das coisas” _ disse o violento, Violeta; “Não tem lugar pra você” _ disse o Laranja; “Não quebre uma tradição” _ disse o Azul Anil; “Flicts” dá lições sobre bullying, aceitação, e combate a preconceito.

 

É um livro fininho, simples demais, com traços e gráficos que representam as cores e os seus diálogos apenas, mas com uma carga de sentimento absurda e que faz todo sentido se levarmos em consideração a sociedade cada vez mais intolerante que vivemos.

 

Parafraseando o escritor C.S.Lewis: Uma história infantil que só pode ser apreciada por crianças não é uma boa história infantil”, “Flicts” traz belas lições de amor próprio e empatia, não apenas para as crianças, mas principalmente para os adultos.

 

As histórias infantis trazem ensinamentos que vão muito além do entretenimento e do lúdico. É aquela conhecida “moral da história”, lições que podem ensinar pais e filhos a promoverem um mundo melhor, sem preconceito, com solidariedade e empatia.

 

Sempre quis indicar um livro do Ziraldo, já li vários, mas “Flicts” foi que mais me tocou. Pela simplicidade da leitura e pelo impacto da mensagem. Lembre-se! Esse livro sobre conviver com as diferenças, ter amor ao próximo, empatia foi escrito em 1969, quase 50 anos depois a proposta é mais que assertiva e a leitura se faz necessária, eu diria até que obrigatória.

 

Nossas crianças precisam conviver em harmonia com as diferenças, respeitá-las, independentemente de quais sejam!

 

Gosta de literatura? Conheça o www.literalmenteuai.com.br o primeiro portal de notícias literárias de BH.

 

7 livros infantis que ensinam muito a pais e filhos

Harry Potter 20 anos! A experiência de leu depois dos 30 anos

Grandes incentivadoras da literatura, bancas de jornal e revista resistem ao tempo

Clube de Leitura das Minas valoriza a literatura feminina e empodera leitores em BH

Clube de Leitura do Belas preza pelo ineditismo e outras pouco conhecidas do grande público

 

Esta coluna é publicada invariavelmente as segundas, porque às vezes o livro é bem grande (rs)

Envie seu e-mail para a colunista: [email protected]

Quer saber mais sobre literatura acesse: www.literalmenteuai.com.br

Elis Rouse
Elis Rouse
Sou Elis, não sou Regina; sou do interior e amo a capital; sou jornalista, mas não trabalho em jornal; amo ler, sonho escrever; dicas vou dar, dicas quero receber; experiências vamos trocar; literatura brasileira vamos amar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *