Entrevistas Shows

Os mantras, orações e poesias de Nanda Almeida

Poeta desde criança, usando as palavras como desabafo, Nanda Almeida apresenta o show “Cantos Mágicos”, fruto de um álbum feito por meio de seus conhecimentos como terapeuta holística. Os versos cantados apresentam mensagens que “falam sobre como viver melhor com aquilo que a vida nos oferece. Elas nos convidam a traçar um caminho para dentro, de forma a conhecer o quê somos com verdade e auto-responsabilidade.”

 

A poesia é namoro antigo. No colégio eu já escrevia poemas e cheguei até a ser uma das
ganhadoras de um concurso. Escrevia principalmente quando queria desabafar, ou entender o
quê eu estava sentindo.

 

A cantora, compositora e poeta traz no disco e no show todo o seu processo de cura pessoal, pois foi a partir desse momento que começou a aprofundar o estudos de canto, mantras e orações. Tudo que descobria era retransmitido aos seus clientes que respondiam com retornos positivos. Sendo assim, Nanda decidiu ou “tomou coragem”, como ela mesma diz, de gravar um álbum, com a produção musical de Marcos Frederico.”Foi um processo maravilhoso que me ajudou a fazer as pazes com o prazer e alegria de viver. Atualmente estudo canto diariamente e com muita disciplina, porque cantar bem também requer muita técnica!”

 

A cura e sua música

 

Após ter seus filhos, Nanda enfrentou profundas crises de sentido, já que trabalhava muito e não conseguia cuidar de suas crianças como desejava. Foi a partir daí que diz que recebeu um chamado para o trabalho espiritual que vem desenvolvendo. “Seguindo este chamado, reconheci minha saudade de Deus (ou da minha natureza espiritual) que inspirou a primeira faixa do CD – Tive Saudades.”

 

Suas vivências durante a cura no sentido de sua vida influenciaram as canções do disco “Cantos Mágicos”, que apresenta mantras e orações de cura. 

 

Show 

 

Recentementeo mesmo show foi apresentado com a casa lotada e ingressos esgotados. Para o show de 7 de dezembro, a cantora, compositora e poeta afirma um amadurecimento e uma comemoração das coisas positivas que o ano de 2017 a trouxe. Durante o show, toda a sensibilidade inserida no CD é repassada ao seu público e, com isso, muitos relatos em relação ao show são descritos após sua apresentação. “Muitas pessoas me dizem que se sentem com mais energia depois do show, ou que chegaram tristes e saíram mais animados. A mãe de um amigo, lhe disse que saiu do show como se tivesse ido a uma sessão de terapia. Houve relatos de pessoas dizendo que sentiram como se tivessem liberado algo, uma raiva, uma mágoa. Uma amiga me disse que em um dos shows, sentiu como se tivesse deixado para trás conceitos sobre sua sexualidade que não lhe permitia sentir prazer pleno.”

 

Poesias

 

Além dos mantras e orações compostos em seu álbum, Nanda lê no show suas poesias do livro Do Ninho ao Infinito (Quintal Edições), lançado recentemente. “O livro é um retrato do estado da minha alma como ela está hoje e que traduz a minha busca de sentido, o meu despertar espiritual e o encantamento com feminino em mim. É um retrato dinâmico que eu espero converse com a alma do leitor. São poemas inspirados que, acredito, falam ao inconsciente, desbloqueando negatividades e apontando um caminho para se acessar a plenitude e alegria de vida que existe dentro de cada um”. 

 

 
Nanda Almeida – Cantos Mágicos
 
 
Quando: 07 de dezembro de 2017 (quinta-feira)
Horas: 20h
Onde: Teatro de Bolso SESIMINAS (Rua Padre Marinho, 60 – Santa Efigênia)
Quanto: R$ 30 (inteira) | R$ 15 (meia)
 
*Foto de destaque: Ana Paula Lobato
 

Deixe o seu comentário

Charles Douglas
Charles Douglas
Virginiano, metropolitano de Ibirité, mas com a vida construída em BH, jornalista recém formado e apaixonado pelos rolês culturais da capital mineira. Está perdido no mundo da internet desde quando as comunidades do Orkut eram o Culturaliza de hoje. Quando não está com a catuaba nas mãos, pelas ruas de Belo Horizonte, está assistindo SBT ou desenhos no Netflix.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *