Dicas Diversão

Mostra Modernos Eternos realiza homenagem ao cineasta Geraldo Santos Pereira

A mostra Modernos Eternos, que ocorre no bairro Mangabeiras até o dia 02 de julho, por meio do ambiente “Sala de Cinema”, executado pela designer de interiores Laura Santos, está homenageando o cineasta mineiro Geraldo Santos Pereira, que foi o primeiro a produzir um filme em cores no Brasil, além de ter sido radialista, escritor e professor. Geraldo estudou cinema em Paris e foi amigo de grandes personalidades, como JK, Manoel Bandeira, Ivo Pitanguy, Vila Lobos e Guimarães Rosa – que teve seu livro “Grande Sertão Veredas” filmado por ele.

 

O cineasta também é conhecido por sempre ter suas obras feitas com seu irmão gêmeo, Renato, por isso, Erik Leite e José produziram, em 2013, pela Café Pingado, o documentário sobre eles “Eu é o Geraldo”, que será exibido em uma sessão especial nesta sexta-feira (30/06), às 20h. Após a exibição, será realizado um bate-papo sobre cinema, memórias e Minas Gerais comandado pelos diretores e produtores do documentário. 

 

No dia da exibição do documentário, a entrada para a mostra será gratuita para os convidados. A presença pode ser confirmada pelo telefone (31) 98753-5681 ou pelo e-mail contato@laurasantos.com.br.

 

Assista ao trailer do documentário:

 

 

 

Modernos e Eternos

 

Quando: 30 de junho de 2017

Horas: 20h 

Onde: Rua Sebastião Dayrell de Lima, 80 (Antigo Clube dos Caçadores) – Mangabeiras

Deixe o seu comentário

Charles Douglas
Charles Douglas
Virginiano, metropolitano de Ibirité, mas com a vida construída em BH, jornalista recém formado e apaixonado pelos rolês culturais da capital mineira. Está perdido no mundo da internet desde quando as comunidades do Orkut eram o Culturaliza de hoje. Quando não está com a catuaba nas mãos, pelas ruas de Belo Horizonte, está assistindo SBT ou desenhos no Netflix.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *