Cobertura Culturaliza Música Resenhas Shows

Divina and Mara o quê? VILHOSA! Confira o que rolou na mais diversa de BH

A Divina Maravilhosa foi uma tremenda chuva de lacres realizada entre a noite da última sexta-feira (12) e sábado (13), na Serraria Souza Pinto. A festa começou com a Disputa Nervosa entre dançarinos do projeto Da Favelinha, iniciativa do MC Kdu dos Anjos voltada à moradores da comunidade do Aglomerado da Serra. E foi bem difícil decidir o melhor nos passinhos, viu!?!

 

Depois, o show ficou por conta de Toda Deseo. Em seguida, MC Carol mostrou todo o seu feminismo empoderado por meio de suas letras picantes, mas revolucionárias, e de sua imponência pessoal. Linn da Quebrada entrou em seguida e mostrou sua coragem e força de ser quem é. A artista também fez diversas chamadas para o engajamento na luta contra a LGBTfobia. Performance, glamour e tombação marcaram a apresentação da Linn.

 

Após este momento de banho de auto-estima e coragem, eis que o anfitrião da noite, Marcelo Veronez (não conhecia até a madrugada do último sábado e estou bem in love), entra no palco com todo o poder performático de quem canta de corpo e alma. Não conheço a fundo o trabalho deste artista, mas além de perceber letras que nos fazem refletir, senti fortes influências de Ney Matogrosso tanto na presença de palco e forma de se apresentar, quanto no brilho próprio de nos deixar presos à apresentação.

 

 

O ponto alto da festa se deu quando, emocionado, Veronez convidou a Divina and “Mara o quê? VILHOOOOSAAAA” da Elza Soares ao palco. A partir daí, foi difícil conter as emoções e o público ficou ensandecido de tal maneira que tornou-se nítido que esta foi a atração mais aguardada da festa. Os destaques com certeza foram as músicas “Mulher do Fim do Mundo” e “A Carne”, nas quais o público endossou um coro bem lindo. Marcelo se dividiu entre os papeis de fã contemplativo e cantor em dueto.

 

O jornalista aqui não tem muita experiência com fotografias noturnas, então só consegui salvar fotos da Elza Soares. Fiz fotos dos outros momentos, mas, sem óculos, ficaram todas embaçadas.

Ícaro Batista
Ícaro Batista
Blogueiro desde 2010 e jornalista desde 2016, atualmente é fundador e editor-chefe de um site homônimo de notícias do universo da economia criativa. Apaixonado por moda, arte e teatro desde sempre. A partir de agora, é titular da Coluna Cool, na qual escreve as últimas novidades e tendências culturais e criativas de BH. Então, você já sabe: todos os sábados, aqui, no Culturaliza BH, serão dias de notas que voam nas asas do conteúdo. Fique atento e não desgrude!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *