Culturaliza Em casa

Temporada de estreia do espetáculo “Porco Solidão” aborda inquietudes e angústias dos tempos atuais

Com o avanço da pandemia, e sobretudo as mudanças no nosso cotidiano, o meio digital passou a acolher as mais diversas situações. Naturalmente, o fazer artístico teve impactos no formato das produções, além de possibilitar novos estilos de criação. É neste contexto que nasce a obra “Porco Solidão”: uma montagem criada exclusivamente para a internet, que transita entre o teatro, a performance, o vídeo e a possibilidade de interação com o espectador. A temporada de estreia da montagem, criada pelos artistas Aline Andrade, Jeane Doucas, Marcelo Miyagi e Roberson Nunesserá realizada nos dias 25, 26 e 27 de fevereiro em formato digital – por meio da plataforma Streamyard.

 

Criada exclusivamente para a internet – que por si só já foi um grande desafio para a equipe – a montagem trata da condição transitória e solitária do ser humano frente às situações que parecem comuns, mas que revelam a estranheza e as angústias que atravessam o nosso turbulento cotidiano atual. Com essa percepção, os artistas se lançaram em uma espécie de redemoinho de ações, sentimentos e pensamentos, procurando reinventar a solidão existencial de cada um, sobretudo neste momento histórico da humanidade, marcado por uma pandemia mundial.

 

A obra é fruto da surpreendente situação a qual todos fomos acometidos. Ou seja, estarmos todos “presos” involuntariamente, por um motivo de força maior, completamente inesperado, um vultoso tormento, que nos fez voltar literalmente para dentro. Dentro de nossas próprias casas, dentro de nós. Em contato muito próximo com quem vive conosco. Ou completamente sozinho, para quem vive só. Um exagero daquilo que você mesmo é. Uma sobrecarga de trabalho remoto para muitos – situação na qual o trabalho vem para dentro de casa e não há mais distinção entre os tempos e espaços.

 

Com a ausência de tantas coisas, a obra Porco Solidão se apresenta como uma iniciativa que busca a desconstrução como proposta de se ver e ver o outro sob óticas diferentes (por vezes divergentes), reinventando o dia-a-dia. A obra busca abrir as entranhas das solidões dos performers, de modo curioso e inusitado, entre a trágica realidade e a comicidade. Como escapar? Furando um buraco na parede? Pulando pela janela? Através de uma ação inventiva e alucinatória da mente? Permitindo-se a um salto profundo nos abismos infinitos da literatura, da música, da cena, do cinema, da arte de todos os tempos?

 

Nesta obra, o grupo transita entre a presença ao vivo e as cenas-imagens gravadas, em um formato híbrido entre o teatro, o audiovisual e a veiculação digital que permite a interação do público. A plataforma, que será utilizada na transmissão, possibilita a edição ao vivo dos acontecimentos, que se sucedem como num caleidoscópio de significados. Assim, Porco Solidão já não é mais o teatro como tal, nem cinema e nem vídeo, mas uma cooperação entre estas formas de expressão, possibilitando uma recriação e ressignificação da linguagem artística.

 

::Serviço::

 

Temporada de Estreia do espetáculo “Porco Solidao”:

Data: 25, 26 e 27 de fevereiro

Horário: 20h

Ingressos no site:

https://beta.sympla.com.br/eventos?s=Porco+Solid%C3%A3o&tab=eventos

O acesso para as apresentações é gratuito, mas por se tratar de um espetáculo criado de forma independente, existe a possibilidade de contribuir com valores a partir de R$10 para custear a montagem.

Criação coletiva: Aline Andrade, Jeane Doucas, Marcelo Miyagi e Roberson Nunes

Duração: 45 minutos

Classificação: 14 anos

Canal PORCOSOLIDÃO do YOUTUBE:

https://www.youtube.com/channel/UC7dDv8VU0xRXj-NEwIXZzqQ

Deixe o seu comentário

Ycaro Rodarte
Ycaro Rodarte
Mineirinho do interior que torce para o São Paulo e adora o Rock in Rio. Dependendo do dia, apenas a melhor pessoa que você vai conhecer hoje.
http://culturalizabh.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *