Destaque Gastronomia

Ajê Bistrô Bar: um belo e saboroso espaço de experiências no Santa Tereza

Que o bairro Santa Tereza não decepciona a gente já sabe, mas algumas vezes surpreende! E foi isso que aconteceu comigo, após mais de seis meses sem pisar em um bar. Tive a honra de conhecer o Ajê Bistrô Bar e a experiência foi bem interessante. 

A construção do lugar foi elaborada para te inserir em um espaço com requinte e boas opções gastronômicas, proporcionando assim uma experiência única e super agradável. Com mesas na calçada e algumas em uma parte interna bem luxuosa, o local conta com uma decoração intimista e nos dá uma sensação mais próxima (mesmo não estando tanto devido à pandemia) e de aconchego. 

Espaço de espera, ao lado dos toaletes.

Ficamos na área externa e por lá fomos apresentados ao cardápio de degustação que é bem variado, por sinal.

É de costume a união de vários sabores no local e os seus menus temáticos fazem uma grande diferença por apresentarem sabores de diferentes lugares do mundo. 

Então, vamos lá:

Primeiro prato

Gaspacho

Começamos com o Gaspacho, que é uma sopa espanhola muito saborosa (de longe a minha opção favorita). Ela é servida fria e feita à base de hortaliças, dando um destaque especial para o tomate, pepino e pimentão. A receita é tradicional da família Valdez, com acréscimos de farinha de amêndoas. 

O tempero me chamou muito a atenção, nem muito forte, nem muito fraco. Um sabor equilibrado e servido na medida certa. Uma boa opção de sopa para dias quentes e noites agradáveis. 

Segundo prato

Blinis Com Caviar e Tartar de Salmão

No próprio cardápio nos sugere sentir como se fossemos uma realeza Russa, aliás, não é todo dia que comemos caviar, não é mesmo? (rsrs). O Blinis Com Caviar conta com uma massa leve e tradicional do país. Ela é daquelas massas que carecem de algo marcante para o seu acompanhamento e o creme escolhido cumpriu com muito charme a sua missão.

A união ao caviar proporciona uma explosão de sabores quando sentimos na boca. 

Terceiro prato 

Quem não gosta de salmão, né?! Um peixe versátil que ficou uma delícia nesse Tartar, que é uma receita autoral do chef Jadson Reis. Além dos ingredientes tradicionais ele teve a excelente ideia de usar maçãs e mostarda trufada que deram um sabor especial ao prato. 

O salmão une-se ao gosto doce que nos faz perceber que estamos degustando uma fusão única e especial!

Quarto prato 

Canapé Caribeño e Vatapá de Siri e Camarão

O Canapé Caribeño é daqueles pratos que comemos com os olhos antes mesmo de saber o sabor. Eu amo Canapés, então sou suspeito para falar. A receita foi pensada para nos proporcionar os sabores tropicais do Caribe trazidos de viagens feitas pelo chef responsável, o David Faria

A arepa colombiana misturada ao creme abacate da Nicarágua nos leva à um sabor inconfundível que conquista a vice liderança das minhas preferências da noite. Ah, e a banana chips dá todo um toque especial. 

Quinto prato

Para finalizar, uma surpresa! Eu que não gosto muito de Camarão, fui surpreendido com o Vatapá de Siri e Camarão, que é uma releitura do famoso prato africano e muito conhecido no nordeste do Brasil. O gosto me deixou instigado e muito curioso para provar outras vezes. 

O que me chamou mais a atenção foi o tempero equilibrado. O prato parece ser forte e com uma permanência firme, mas o do Ajê se mostrou diferente e, por isso, me deixou ainda mais interessado. 

 

 

Enfim, se você gosta de experimentar novos sabores e preza pela experiência, eu indico este novo espaço. Um ótimo lugar para ver obras de arte, bater aquele papo, se sentir bem recebido, encontrar amigos e até mesmo ter um date bem romântico. 

Ah, e não se esqueça! Use máscara, leve seu álcool em gel e nada de reunir muitos amigos, por enquanto. 

AJÊ BISTRÔ BAR

Espaço interno

 

Onde: R. Dores do Indaiá, 96 – Santa Tereza, Belo Horizonte

Siga: Instagram

Deixe o seu comentário

Charles Douglas
Charles Douglas
Virginiano, metropolitano de Ibirité, mas com a vida construída em BH, jornalista recém formado e apaixonado pelos rolês culturais da capital mineira. Está perdido no mundo da internet desde quando as comunidades do Orkut eram o Culturaliza de hoje. Quando não está com a catuaba nas mãos, pelas ruas de Belo Horizonte, está assistindo SBT ou desenhos no Netflix.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *