Música Resenha Shows

Orquestra Mineira de Rock dá aula de música brasileira no Palácio das Artes

Na última quinta feira, dia 12 de Dezembro, quem compareceu ao Palácio das Artes foi agraciado com uma aula de história da música brasileira, e de uma forma nada convencional. A velha conhecida Orquestra Mineira de Rock, que está acostumada a entoar os hinos da história do Rock Mundial, com espetáculos incríveis, incluindo um completamente dedicado aos Beatles, resolveu homenagear as suas raízes.

Em pouco mais de 1 hora e meia de show, a Orquestra atravessou diversas fases da música brasileira, principalmente dentro do Rock. Começando na Tropicália, passando pelo Clube da Esquina, diversas músicas de protesto durante o período da ditadura, até chegar nos incríveis anos 80 de Legião Urbana e Titãs, e tudo isso com uma formação impecável de músicos incrivelmente talentosos.

Apesar de ter o nome de Orquestra, eles se apegam mais o nome “Rock”, e em vez de diversos instrumentos de corda e sopro clássicos, eles aumentam a quantidade das guitarras, violões, baterias, teclados e ainda acrescentam percussões em algumas canções. Se você é familiarizado com a música progressiva, a Orquestra Mineira de Rock é bastante parecida com o que King Crimson produz.

Orquestra Mineira de Rock

O Grande Teatro do Palácio das Artes estava praticamente lotado, e com o público variando bastante a faixa etária. Tinham diversas crianças acompanhando seus pais, jovens entusiastas do Rock brasileiro e MPB, e principalmente as pessoas de meia idade que vivenciaram a época que a maioria das músicas que foram lançadas. Além do espetáculo no palco, a plateia também foi um show a parte, cantando a plenos pulmões clássicos como “Como Nossos Pais” de Elis Regina e “Cabeça Dinossauro” dos Titãs.

O que a Orquestra Mineira de Rock faz, é algo que só enriquece a história da música mundial, mas principalmente a brasileira. Foi uma aula de 1 hora e meia sobre música, sua história e como ela converge com a história brasileira, principalmente no período da ditadura. E mesmo com seu arranjo bastante progressivo, ela mostra que a linguagem musical é única, independente da melodia aplicada para desenvolvê-la.

Orquestra Mineira de Rock

Foi uma oportunidade dos jovens conhecerem mais sobre a música brasileira, dos mais velhos lembrarem de sua juventude, mas do público geral se divertir e apreciar a nossa música em formato bastante diferente, mas sem deixar a beleza de lado.

Deixe o seu comentário

Pedro Rodrigues
Pedro Rodrigues
Pseudo crítico de cinema, amante da cultura Pop inútil! Sempre caçando um filme que todo mundo gosta pra criticar enquanto tomo uma cerveja no Maletta. Inclusive, pra me achar é só ir no segundo andar do melhor prédio de BH!
http://culturalizabh.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *