Analise Brasil Colunas Crítica Musical Música Resenha

Coldplay: “Everyday Life” traz Blues, Jazz, Gospel e Rock reforçando o compromisso do grupo com questões sociais

Álbum “duplo” traz os hits: “Church”, “Trouble In Town”, “Broken”, “Daddy”, “Arabesque”, “Guns”,
“Orphans”, “Èkó”, “Cry Cry Cry”, “Champion Of The World” e “Everyday Life”

Coluna: ‘Crítica Musical’
Jornalista | Colunista:
Felipe de Jesus
Siga: @felipe_jesusjornalista

O “Coldplay” é aquele tipo de banda que sabe agradar o fã. Isso, por que além de manter a sonoridade já conhecida em toda sua vasta discografia, eles reafirmam o compromisso de pelo menos, três ou quatro em quatro anos, lançar um novo trabalho de qualidade, como é o caso de “Everyday Life (2019)”. O 8° álbum (duplo) do grupo, traz o que já conhecemos, mas reforçando a pegada “social” que Chris Martin (vocalista e compositor) faz questão de sempre elevar nos trabalhos do Coldplay. O álbum já teve 95% de aprovação dos usuários do Google sendo um dos grandes e destacáveis trabalhos lançados nesse ano.

O álbum traz 16 faixas, sendo algumas instrumentais, mas, com muito Blues, Jazz, Gospel e claro, Rock! A primeira faixa, “Sunrise”, totalmente instrumental, é hipnotizante e nos leva a incrível e segunda faixa, “Church”, que além dos toques de guitarra, mostra que Chris Martin continua com a mesma qualidade vocal. Em seguida, “Trouble In Town” dá sequência com a mesma intensidade que a faixa “Broken”. Aliás, é nessa faixa que o Blues/Gospel reina em “Everyday Life (2019)”. O coral é sensacional e vale a pena dar total atenção a canção. Com “Daddy”o piano do grupo se mostra ainda mais forte na canção. O refrão é tocante e talvez a forma que Chris Martin canta, nos faz ter ainda mais afeição pela música. Com WOTM / POTP o estilo “charleston” toma conta com o violão “meio arranhado”, mas bem melódico.

Em “Arabesque” o Coldplay mantem o violão e também a tradicional guitarra que já conhecemos. A faixa é com certeza um hit a parte do novo trabalho. Já em When I Need A Friend” temos um coral (quase que de igreja) dando a abertura e na verdade seguindo a canção. É ótima! Com “Guns”, uma das que mais gostei do novo trabalho, além do violão certeiro, o vocal de Chris Martin está afinadíssimo. Não tenho dúvidas de essa faixa é um hit do álbum. Dando sequência, o Coldplay traz uma das faixas que mais se identifica com sua discografia, que é a canção “Orphans”. Além da letra ser bem tocante e ligada a questões sociais, traz também um coral de crianças que comove. Nessa música, Chris Martin e banda acertaram de vez! Em Èkó, o violão mais uma vez toma a vez na canção que também é linda e muito bem produzida. A sensibilidade visível na canção é tocante!

Chegando na ótima “Cry Cry Cry”, parece que estamos voltando ao tempo, mais precisamente nos anos de 1950/1960. Além de ser mais um hit do álbum, mostra toda a magnitude de composição do grupo. Que faixa! Em “Old Friends”, vemos a força das amizades. Nela fica claro que eles queriam mostrar a importância das amizades. Com a faixa “Bani Adam”, o piano toma conta, como se estivéssemos em um concerto. Já com “Champion Of The World”, voltamos á aqueles clássicos do Coldplay, tanto pelo estilo da letra, quanto pela sonoridade. Mais um hit do novo trabalho e que vale a pena escutar. Para fechar com maestria, a faixa “Everyday Life”, nos leva aos primórdios do grupo, tanto pelo estilo sonoro, quanto letras (sempre com boas vibrações) e pela afinação única de Chris Martin . Que faixa!

Avaliação

Desde “Parachutes (2001)”, primeiro álbum do Coldplay, me entreguei ao som da banda me tornando um fã. A sonoridade próxima do U2 e de fato, a amizade de Chris Martin e Bono Vox, me fizeram gostar ainda mais do grupo. Com “Everyday Life (2019)”, tive a certeza de que eles merecem estar onde estão hoje na música. Dele indico as faixas: “Church”, “Trouble In Town”, “Broken”, “Daddy”, “Arabesque”, “Guns”, “Orphans”, “Èkó”, “Cry Cry Cry”, “Champion Of The World” e “Everyday Life”. Escutar o novo álbum do Coldplay é contemplar um trabalho bem produzido e que com certeza, prima pela total atenção aos fãs. Se você ainda não ouviu, não perca mais tempo. Álbum disponível no formato físico e nas plataformas digitais.

 

 

Fotos: Coldplay
Até a próxima Crítica Musical.
A coluna é publicada neste espaço toda semana

 

Conheça “Everyday Life (2019)”, novo álbum (duplo) do Coldplay:

Deixe o seu comentário

Felipe de Jesus
Felipe de Jesus
- Editor & Administrador (financeiro) do portal do CulturalizaBH/Portal UAI | - Jornalista/Colunista: Crítica Musical. _______________________________________________________________________ Jornalista (FESBH), Teólogo (F.ESABI), Sociólogo e Letras (F.Polis das Artes) e Economista (UNIP). Tem Mestrado em Comunicação Social: Jornalismo e Ciências da Informação (UEMC), Doutorado Prof. em Ciências Sociais (USIP) e atualmente cursa Direito (UNIESP-BH). Apaixonado por música, colabora com rádios e portais falando sempre sobre álbuns, coberturas de shows e etc. Tem como hobbie comprar CDs e também vinis. "Minha paixão pela música me faz quase um pesquisador. Um amor que vem da adolescência" (Felipe de Jesus). _______________________________________________________________________ [ Siga o Instagram: @felipe_jesusjornalista ]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *