Analise Colunas Crítica Musical Culturaliza Música Resenha

Estreia marcante: Lewis Capaldi lança “Divinely Uninspired to a Hellish Extent” álbum com canção indicada ao Grammy 2020

Cantor e compositor de apenas 22 anos traz em seu primeiro trabalho os sucessos “Grace”, “Bruises”,
“Someone You Loved (indicada ao Grammy 2020)”, “One” e “Hollywood”

 

 

Coluna: ‘Crítica Musical’
Jornalista | Colunista:
Felipe de Jesus
Siga: @felipe_jesusjornalista

 

 

Qual é a fórmula para se fazer sucesso na música nos dias atuais? Uma boa assessoria de imprensa? Uma forte presença nas redes sociais? Talento? Indicação? Um bom empresário? Será que existe mesmo uma mágica para alcançar o estrelato? Independente de quais forem as respostas, o cenário atual tem apresentado novos nomes e um deles tem conquistando vários fãs com elementos essenciais: carisma, voz forte e simpatia e o nome dele é Lewis Capaldi. Nascido em West Lothian, na Escócia, o cantor e compositor de 22 anos vem chamando atenção de críticos e da música mundial e, não é para menos. Com um talento aquém, o artista que começou a tocar guitarra e bateria bem cedo, aos 9 anos de idade já tocava em pubs da região “agenciado” por Warren, seu irmão mais velho.

 

Já aos 17 anos de idade ele já tinha suas próprias músicas e se dedicava totalmente à carreira musical, tanto que no ano de 2017, ganhou notoriedade com o lançamento de seu primeiro EP, “Bloom” através da música “Bruises”, que acumulou rapidamente mais de 28 milhões de reproduções. Com tudo isso, o lançamento do seu primeiro álbum “Divinely Uninspired to a Hellish Extent (2019)”, que traz a assinatura da Virgin EMI Records e Capitol Records, foi um estouro e prova disso é que o álbum teve 97% de aprovação dos usuários do Google. Basta ouvir a primeira faixa do trabalho para entender a força vocal do artista. A música “Grace” traz, além da afinação perfeita do artista, um refrão bem impactante fazendo da música um dos destaques do trabalho. Com “Bruises”, sucesso já estourado do seu primeiro EP, apenas confirmamos o talento do artista e principalmente sua entonação. O piano que acompanha a música traz o tom perfeito para a faixa. Em “Hold Me While You Wait”, temos uma sequência perfeita do que até então vimos no trabalho. O refrão também é forte e a música caberia muito bem em um filme de romance. Fantástica!

 

Chegando em “Someone You Loved” (que para mim é um dos maiores sucessos do primeiro álbum do artista e que foi indicada para o ‘Grammy 2020’ que acontece no dia 26 de janeiro), vemos a sintonia perfeita do vocal de Lewis Capaldi e o piano, que inclusive ele domina muito bem! Com certeza a faixa é um hit a parte do álbum. “Maybe” é mais uma música do novo trabalho que agrada do início ao fim. A potência vocal do artista chega até lembrar a entonação do cantor “Dan Reynolds”, do incrível “Imagine Dragons” (mais um grupo que admiro a discografia toda). Em “Forever” o romantismo de Lewis Capaldi toma conta mais uma vez. Uma canção para dançar “coladinho”. Com “One” fica claro que Lewis Capaldi soube, de fato, trazer uma sequência sonora perfeita ao seu álbum. Também aposto nessa canção como mais um hit do artista. Na canção “Don’t Get Me Wrong” os pianos mais uma vez tomam a vez na música. Mais um sucesso que vale a pena ser escutado em detrimento da potência vocal do artista. A animação toma conta com “Hollywood” e volta aos pianos básicos com as canções “Lost On You”, “Fade” e a sensacional “Headspace” que fecha “Divinely Uninspired to a Hellish Extent (2019)”.

 

Avaliação ||

 

Chamar a atenção da mídia mundial não é uma tarefa fácil, ainda mais nesse mar de lançamentos musicais através das plataformas digitais. No entanto, Lewis Capaldi deixa claro em “Divinely Uninspired to a Hellish Extent (2019)”, que se houver esforço e dedicação, o sucesso acaba sendo inevitável. Desse ótimo trabalho indico as faixas “Grace”, “Bruises”, “Someone You Loved”, “One” e “Hollywood”. Avalio com cinco estrelas máxima, pois, vejo que, ao contrário do que muitas pessoas falam, a música mundial não perdeu qualidade, mas sim, mudou a sua forma de divulgação. Basta ter paciência e ânimo, que é possível encontrar muitos trabalhos de qualidade e “Lewis Capaldi” é com toda certeza é um desses grandes talentos musicais espalhados pelo mundo. Vale a pena se entregar aos 42 minutos desse ótimo trabalho. Álbum disponível no formato físico e nas plataformas digitais.

 

 

 

 

 

 

Fotos: Lewis Capaldi
Até a próxima Crítica Musical.
A coluna é publicada neste espaço toda semana

 

Deixe o seu comentário

Felipe de Jesus
Felipe de Jesus
- Editor e Administrador do portal do CulturalizaBH | - Jornalista/Colunista: Crítica Musical _______________________________________________________________________ Jornalista, Teólogo, Sociólogo, Letras (Literatura) e Bel. em Economia. Tem Mestrado em Comunicação Social: Jornalismo e Ciências da Informação, Doutorado em Ciências Sociais e atualmente cursa Direito. Apaixonado por música, colabora com rádios e portais falando sempre sobre álbuns, coberturas de shows e etc. Tem como hobbie comprar CDs e também vinis. "Minha paixão pela música brasileira me faz quase um pesquisador. Um amor que vem da adolescência" (Felipe de Jesus). _______________________________________________________________________ [ Siga o Instagram: @felipe_jesusjornalista ]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *