Resenhas Shows

Maglore e Bixiga 70 dão Show em Festa Pré Festival Conexão Sinestésica

No próximo dia 28 de Setembro acontece o Festival Conexão Sinestésica, e para aquecer o público de BH, as bandas Maglore e Bixiga 70 foram encarregadas de embalar a festa no Distrital, e simplesmente arrasaram. O lugar foi a escolha perfeita para criar uma conexão única dos artistas com o público, principalmente pela proximidade entre palco e plateia. Foi uma noite mágica para quem compareceu.

 

Maglore

 

O Maglore subiu no palco pontualmente às 22:30, surpreendendo o público que ainda estava concentrado na área de fumantes e nos bares, deixando a pista um pouco vazia. Mas assim que os primeiros acordes de “Me Deixa Legal” foram tocados por Teago Oliveira, uma multidão se reuniu em frente ao palco.

 

 

Teago Oliveira, Maglore

 

Sem interagir com o público nas primeiras músicas, o Maglore tocou 5 músicas diretas, começando o show a 200 km/h, sabendo que eram a banda de abertura, adotaram essa tática para conquistar os fãs do Bixiga 70 e que não os conheciam. E não existia forma melhor de começar o show com uma sequência de hits dos últimos dois cds, “III” e “Todas as Bandeiras”, fazendo o público dançar ao som característico da banda baiana.

 

Como prometido, eles fizeram um show parecido com o DVD que eles gravaram no Cine Jóia em São Paulo, onde tem um trio de metais acompanhando a banda. O Bixiga 70 emprestou alguns de seus membros para completar essa experiência para os fãs do Maglore e animar ainda mais o show deles. Foi a primeira vez que a banda apresentou este formato de show em Belo Horizonte, portanto, foi uma surpresa divertida para os fãs de longa data da banda.

 

Um setlist reduzido não foi capaz de diminuir a alegria da banda de voltar a Belo Horizonte, muito menos do público que cantou com fervor a maioria das músicas. Os pontos altos de interação ficaram para “Motor”, balada romântica mais conhecida dos baianos e que já foi regravada por ninguém menos que Gal Costa e Pitty, e “Dança Diferente”, que junta uma melancolia embalada por um ritmo alegre, característico do Maglore. Mais uma vez o quarteto liderado por Teago Oliveira demonstrou o porquê da banda ser amada pelo público mineiro, e como sempre deixando um gostinho de quero mais!

 

Bixiga 70

 

Os paulistas subiram no palco pouco antes de 01 hora da madrugada e já começaram quebrando tudo, e o público respondendo de uma forma extremamente calorosa a banda instrumental. Com um show baseado no último CD lançado em 2018, e no EP ao vivo “Sessões no Sesc”, foi um deleite para os fãs da banda e um belo convite para quem não os conhecia.

 

Enquanto o Maglore começou o show com alguns espaços vazios na pista, os fãs do Bixiga 70 tomaram o Distrital e começaram a dançar no ritmo swingado que músicas como “Quebra-Cabeça” e “4 Cantos” possuem. Recheado de jam durante o setlist, eles vão criando ritmos baseados na forma que plateia vai reagindo, dando uma roupagem nova para suas músicas, fazendo o show ser uma experiência única para quem compareceu.

 

Pelo fato de serem instrumentais, eles deixam que o publico conduza a apresentação, eles fazem algo que é lindo na música, os instrumentos são o conector deles com a plateia, todos sabem a hora de bater palma, pular, gritar, abrir rodas de pogo, é uma experiência transcendental. Se durante o show do Maglore era possível dançar até perto do palco com um certo espaço, os fãs do Bixiga 70 não deixam que isso aconteça, não pela falta de educação, mas por causa da intensidade que eles criam, uma aura bem próxima de shows de Punk e Hardcore.

 

Como não poderiam deixar passar em branco, nos poucos momentos de interação com o público, eles usavam os microfones para passar mensagens políticas contra o atual governo, e reforçar que a cultura sobrevive em cada de um nós. Foi um forma de conscientizar o público, e colocar em nossas mãos a responsabilidade de não deixar que eventos como este morram por causa de certos grupos que não levam a importância que a cultura tem a sério.

 

Divugação Sinéstesica – Instagram @sinestesicafesta

 

Se o pré já foi um sucesso em todos os aspectos, você não pode deixar de comparecer ao Festival Conexão Sinéstesica que acontece no IndustriAll, no dia 28 de Setembro e contará com Black Alien de atração principal! Mais informações, só clicar AQUI.

Deixe o seu comentário

Pedro Rodrigues
Pedro Rodrigues
Pseudo crítico de cinema, amante da cultura Pop inútil! Sempre caçando um filme que todo mundo gosta pra criticar enquanto tomo uma cerveja no Maletta. Inclusive, pra me achar é só ir no segundo andar do melhor prédio de BH!
http://culturalizabh.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *