Casa do Porto Vinhos Colunas Culturaliza Gastronomia

Vinho e seus Benefícios

Todos sabem que o vinho, além de ser uma bebida milenar, teve como maior marqueteiro “ninguém mais, ninguém menos” do que Jesus, que em um de seus milagres transformou água em vinho. Essa bebida acompanhada de uma boa comida e companhia podem dar ao indivíduo uma agradável sensação de bem-estar, e satisfação. Mas recentemente está se tornando rotineiro surgirem algumas matérias que afirmam que o vinho, além de suas várias qualidades e história, faz bem a saúde.



Então surge a seguinte pergunta: “Mito ou verdade?”.


R: VERDADE



As videiras para se defenderem de fungos que as atacam elas produzem substâncias que se chamam Polifenóis, que também são antioxidantes, e após salvarem as plantas elas se acumulam na casca da uva.



O Polifenol que mais se destaca na casca da uva é o RESVERATROL (ganhou fama por ser associado no aumento da expectativa de vida), que somente é liberado no processo de fermentação para se produzir um vinho, por isso é melhor para a saúde beber uma taça de vinho tinto, do que tomar suco de uva ou comer a própria fruta.



Uma pesquisa realizada recentemente, afirmou que uma das uvas mais ricas em RESVERATROL é a uva Tannat, onde ela possuí até 6x a mais dessa substância do que as demais uvas. Uma uva de origem francesa, que produz vinhos que podem ter uma cor muito intensa e aromas de especiarias, onde o próprio nome já nos diz que ela possuí bastante tanino.



Abaixo segue alguns benefícios do Vinho, que para ser eficaz e benéfico, deve se tomar em quantidades recomendadas pelos médicos:

 

  • Inibe a multiplicação do vírus que provoca a herpes: pesquisas apontam que o resveratrol  impede que a doença se manifeste.

  • Combate a anemia: a bebida é fonte de ferro que, em combinação com o álcool, facilita a absorção do mineral pelo organismo.

  • Fortalece os ossos: o vinho ajuda no processo de densidade óssea, contribuindo para a prevenção de osteoporose.

  • Mantém o sistema renal em ordem: estima-se que a bebida reduz em até 60% o risco da formação de pedra nos rins.

  • Protege a visão: sua ação antioxidante diminui a degeneração macular, normal com o avanço da idade.

  • Espanta o Alzheimer: a ação antioxidante também serve para evitar o envelhecimento das células cerebrais, o que reduz o risco de doenças neurológicas, como o Alzheimer.

  • Regula o humor: pesquisas apontam que, principalmente para os idosos, o consumo de vinho fornece o bom-humor.


 
CONCLUSÃO: Beba Vinho, mas é claro, com Moderação.

 

Esta coluna é um oferecimento de Casa do Porto em parceria com o Culturaliza BH. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *