Casa do Porto Vinhos Colunas Culturaliza Gastronomia

Raul Perez, o grande “Artesão” do momento na Espanha

Pouquíssimas pessoas no mundo já ouviram falar nele, pois ser uma “Pop Star” nunca esteve entre os seus principais objetivos, mas do Noroeste da Espanha surge um nome que está se tornando repetitivo pelo o grande crítico americano, Robert Parker.

 

Raul Perez, como é conhecido, vem se destacando no cenário global por “esculpir” vinhos a partir das uvas Albariño, Mencía, Bastardo e outras uvas autóctones (são as uvas que surgiram exatamente no lugar aonde são cultivadas), e que graças a ele tem sido reconhecida no mundo.

 

Outro detalhe interessante, que ironicamente o Robert Parker atribuiu à palavra “defeito”, é que os vinhos de Raul tem uma produção muito pequena em relação à maioria das vinícolas espalhadas ao redor do mundo. Um exemplo disso é o seu principal vinho branco (Sketch), que acaba de ser citado por Parker como o melhor vinho feito pela uva Albariño (ou Alvarinho) da década, mas que produz “apenas” 600 gfas anuais (equivalente a 2 barricas).

 

Louco ou gênio, pop-star ou não, o importante é que o Raul Perez vem mostrando ao mundo que o bom vinho se faz na própria vinha, e graças as suas crenças, ele vem sendo citado e elogiado pelas principais críticas especializadas no assunto.

 

“Os vinhos extraordinários de Raúl Perez tem que serem provados para serem acreditados. As palavras simplesmente não podem fazer-lhes justiça. O problema é que eles são produzidos em quantidades minúsculas.” – Robert Parker (principal crítico americano).

 

 

Texto escrito por Junior Ribeiro

Esta coluna é um oferecimento de Casa do Porto em parceria com o Culturaliza BH. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *