Culturaliza Diversão Gratuito ou a baixo custo Teatro

FETO – Festival Estudantil de Teatro Agita a Capital Mineira com Programação Incrível

Desde o último dia 21 de outubro a capital mineira recebe uma programação diversificada, do maior e mais longevo festival estudantil de teatro do país, o FETO, que chega neste ano à maioridade, completando 18 edições, e traz para o público de belorizontino espetáculos de 5 estados brasileiros, oficinas e debates, além de um grande encontro no tradicional CaFETO, com discussões sobre o panorama e perspectivas da produção teatral contemporânea.

 

Durante cinco dias, de 21 a 26 de outubro (domingo a sexta), o público terá um total de 10 trabalhos de grupos estudantis vindos da Bahia, Rio de Janeiro, São Paulo, Goiás e dois da cena belo-horizontina. Além da mostra, o festival oferece ainda atividades formativas gratuitas – 4 oficinas, 10 debates (sendo cinco abertos ao público) e um grande encontro dentro do tradicional CaFETO, com discussões, nesta edição, sobre dramaturgia contemporânea. As atividades são abertas ao público em geral, estudantes, artistas e interessados.

 

Segundo o organizador do festival, Rodrigo Soares, “chegar à maioridade significa mais responsabilidade, mas também mais maturidade para arriscar e experimentar. Nas últimas duas décadas, desde a criação do festival, os esforços foram de construir espaço para o teatro feito nas escolas. Começamos com trabalhos de alunos de escolas profissionalizantes de teatro. Naturalmente fomos ampliando o escopo do festival, devido à própria demanda dos estudantes. Aos poucos, fomos contemplando, a cada edição, todos os níveis de formação, desde trabalhos universitários, e artistas recém-formados que estão entrando no mercado, até produções de alunos de colégio e escolas livres. E esse foco voltado para encontros e trocas é que faz do FETO um festival único no país”, explica.

 

O FETO 2018 apresenta, ao todo, 10 espetáculos vindos de Goiás, Rio de Janeiro, Bahia, São Paulo, além de trabalhos da cena belo-horizontina, selecionados de um total 154 trabalhos inscritos. Os grupos escolhidos estão divididos nas categorias Escola de Teatro, com peças de estudantes de instituições profissionalizantes em artes cênicas, e Teatro na Escola, que abriga espetáculos de estudantes de cursos livres ou de quaisquer níveis de ensino. Soraya Martins, atriz, pesquisadora e, curadora da 14ª edição do FIT-BH fará resenhas das obras apresentadas dentro do Teatro na Escola. O crítico Kil Abreu (Teatro Jornal / SP) retorna pela quarta vez ao festival para escrever críticas sobre os espetáculos que estão na categoria Escola no Teatro. Já as oficinas e atividades formativas são gratuitas e têm início no dia 23 de outubro. Elas são voltadas a um público diverso e com faixas etárias diferenciadas – professores, atores, estudantes de teatro e interessados em geral. Serão ofertadas duas oficinas de dramaturgia com o ator e dramaturgo idealizador do projeto Janela de Dramaturgia, Vinícius Souza, no Sesc Palladium. A oficina “Ator Criador – Processo Prazer” será ministrada pela atriz da Cia. Luna Lunera, Isabela Paes, e tem como tema o processo colaborativo de criação do espetáculo de abertura do Festival. O artista Fernando Villar conduz a oficina “Teatro e Performance – Jogos e Linguagem”, ambas no Centro de Referência da Juventude – (CRJ). As inscrições foram feitas pelo site www.fetobh.art.br até 12 de outubro.

 

Este ano, o CaFETO – tradicional café-encontro que faz parte da programação do festival desde 2007 – convida o público a pensar e formular encaminhamentos ligados ao tema dramaturgia contemporânea. Outro momento de diálogo dentro da programação do Festival Estudantil de Teatro são os Olhares, encontros entre os participantes dos espetáculos das categorias Escola de Teatro e Teatro na Escola e a comissão artística – formada por profissionais e acadêmicos das artes cênicas – que servem como espaço para conversar e refletir sobre os processos de criação e montagem dos espetáculos apresentados. As conversas da categoria Escola de Teatro são abertas ao público. Elas serão conduzidas pelo performer Fernando Villar, por Paulo Celestino (SP – Grupo XIX), pela professora de artes cênicas, Ana Fabrício (Curitiba), a artista Meibe Rodrigues (MG), a atriz, arte-educadora e diretora Gláucia Vandeveld e o ator Marcelo Souza e Silva (MG).

 

Mais informações sobre o Festival, que tem como objetivo ser um espaço de valorização, visibilidade e fomento do teatro produzido nas escolas, universidades e cursos livres e técnicos, no site  www.fetobh.art.br e nas redes sociais do evento @fetoteatro.

 

Deixe o seu comentário

Joseane Santos
Joseane Santos
Canceriana do coração apaixonado, amante da boa música, atleticana no corpo e na alma, mineirinha do interior que encontrou na capital seu lugar no mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *