Cobertura Música Resenha Resenhas Shows

Confira tudo que rolou no Festival Sarará+Sensacional!

No último sábado (18/08), a Esplanada do Mineirão recebeu a união de dois grandes festivais já tradicionais de BH. O Festival Sarará e o Festival Sensacional. Juntos viraram o Festival Sarará+Sensacional

 

O evento começou às 14h e contou com 5 palcos. Nas minhas voltas pelos locais percebi o cuidado na seleção das atrações em cada palco. Os Palcos Budweiser e 99 foram os maiores do local e neles grandes nomes da música nacional se apresentaram como Nação Zumbi, Criolo, Gloria Goove, Emicida, Mallu, Maria Gadu, Marcelo Camello, Johnny Hooker, Tom Zé, além de bandas mineiras incríveis como Pequena Morte, Lagum, Hot & Oreia e Graveola

 

Já no palco Chacoalha, um pouco menor que os outros, bandas mais alternativas fizeram a alegria do publico. Os cariocas da banda Biltre se surpreenderam com a animação durante o seu show, exatamente na hora em que rolava Nação Zumbi no Palco 99. “Nação Zumbi vale muito mais, né?! Valeu por estarem aqui!” foi uma das falas de um dos integrantes da banda. 

 

E, por fim, dois palcos menores, mas não sem destaque fizeram bonito durante o grandioso evento. Eles foram a Roda de Samba, que contou com muito samba fazendo com que os apaixonados pelo ritmo não ficassem parados; e a Tenda Masterplano + Deskareggae, que foi pensada para os que curtem uma boa música eletrônica e um bom reggae. 

 

PS: Infelizmente, eventos grandes como esses são mais propícios à falhas e isso são coisas super normais, porém chatas. Apesar de uma programação bem elaborada e interessante, o Festival Sarará+Sensacional pecou em sua organização básica, como horários de shows, treinamento dos seguranças e outras observações. Ouvi vários relatos de pessoas insatisfeitas com os atrasos dos shows, o que causou algo extremamente triste aos fãs de Criolo, que teve seu show cortado devido aos estouros dos artistas anteriores. 

 

Já na questão de um treinamento aos seguranças, destaco a falta de informação que observei e principalmente a dificuldade de nós (imprensa) nos localizarmos.  Enfim, tudo isso fica como um aprendizado. Com certeza, lembraremos de todo astral que o festival levou para o nosso sábado. Viva os encontros!

 

Se você foi abordado por alguém do Culturaliza BH, durante o evento, ESSE MOMENTO É SEU! As suas fotos e de outros momentos do Festival estão abaixo. Crédito ao fotógrafo Fernando Henri, da Pin Fotografia

 

Galeria: 

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Deixe o seu comentário

Charles Douglas
Charles Douglas
Virginiano, metropolitano de Ibirité, mas com a vida construída em BH, jornalista recém formado e apaixonado pelos rolês culturais da capital mineira. Está perdido no mundo da internet desde quando as comunidades do Orkut eram o Culturaliza de hoje. Quando não está com a catuaba nas mãos, pelas ruas de Belo Horizonte, está assistindo SBT ou desenhos no Netflix.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *