Culturaliza Diversão Entrevistas Exposições

10ª edição do Festival Internacional de Quadrinhos de Belo Horizonte

Entre os dias 30 de maio e 03 de junho, Belo Horizonte será a capital dos quadrinhos. A cidade sediará o maior evento latino-americano dedicado ao gênero dos quadrinhos. O Festival Internacional de Quadrinhos de Belo Horizonte (FIQ-BH) vai oferecer ao público cinco dias de programação intensa e totalmente gratuita. As atividades estarão concentradas na Serraria Souza Pinto, mas também serão estendidas a outros três pontos da cidade.

 

Juca Ferreira, secretário municipal de Cultura, informa que “o FIQ é o primeiro festival do ano a ser realizado pela Fundação e pela Secretaria Municipais de Cultura e, com ele, abrimos um espaço para pensarmos junto com a sociedade a construção de um calendário unificado da cidade que incorpore os demais festivais organizados por outros agentes. Essa edição do FIQ parte desse movimento de escuta a partir de encontros realizados com a sociedade, o que é fundamental para que o festival esteja sempre perto de quem tem um olhar para a área em suas diversas instâncias, artísticas, culturais e também econômicas. Em diálogo com o setor, percebemos a necessidade de aproximar o FIQ de áreas estratégicas como os games e a animação, compreendendo também que, dentro da construção de uma política cultural voltada para os quadrinhos, o FIQ tem um papel essencial para a articulação de um pensamento voltado para a área”.

 

A temática desta edição são os “Processos Colaborativos”. Segundo o coordenador do FIQ-BH, Afonso Andrade, a proposta é abordar os aspectos colaborativos fundamentais na criação de quadrinhos, que serão refletidos na própria programação do festival. Esta edição contará com 26 debates, quatro exposições, cinco oficinas, homenagens, lançamentos, rodada de negócios, sessões de autógrafos e de cinema de animação, duelo de quadrinhos e atividades interativas. Todo o espaço possui acessibilidade e haverá intérprete de LIBRAS em todas as sessões realizadas no auditório. A curadoria do FIQ-BH 2018 é assinada por Ana Koehler, Carol Rossetti, Daniel Werneck e Fabiano Azevedo.

 

Tradição em todo festival, a cada edição tem-se a homenagem, que este ano será feita à paulistana Erica Awano, com quase 20 anos de carreira, além de sua trajetória artística ser retratada em uma exposição que leva o seu nome, ela participará de um bate-papo sobre sua vida e carreira, com mediação de Germana Viana e Carol Rossetti, e de uma sessão de autógrafos. Érica Awano iniciou sua carreira na área com a minissérie em quadrinhos “Street Fighter Zero 3”, escrita por Marcelo Cassaro. Outra atração do festival é a própria identidade visual, assinada por um jovem artista convidado para essa função, que nesta edição, o convite foi feito à quadrinista Cris Eiko. Uma das tantas mulheres convidadas que somam quase metade do festival. O FIQ-BH 2018 também prestará homenagens a importantes quadrinistas brasileiros nas exposições “Traçado na memória”, “Nilson – Humor, amor e combate” e “Inarredáveis!”. Além disso, os principais espaços de realização do festival foram renomeados em referência a importantes profissionais da área, falecidos recentemente. Toninho Mendes, Álvaro de Moya e Douglas Quinta Reis passam a ser, respectivamente, o nome do auditório, da praça de autógrafos e do pavilhão de mesas de artistas e estantes.

 

Nos debates os convidados e convidados participarão de debates sobre trajetórias, além de sessão de autógrafos. Que proporão discussões diversas relacionadas ao gênero dos quadrinhos com temáticas de interesse para leigos, iniciantes nos quadrinhos e profissionais veteranos. A fronteira dos quadrinhos com outras áreas, a exemplo da prosa literária, dos jogos, do cinema de animação e do grafite, estão entre os temas propostas.

 

O público ainda terá a disposição exposições, em que três das quatro exposições programadas para o FIQ-BH 2018 serão exibidas na Serraria Souza Pinto. Uma delas dedica-se à trajetória da homenageada da edição deste ano, Érica Awano. A exposição homônima traz trabalhos da quadrinista paulista, que vem atuando como ilustradora, tanto em capas como na criação visual de vários personagens e cenários em quadrinhos. A história de Nilson nos quadrinhos e no cartum do Brasil será homenageada na exposição “Nilson – Humor, amor e combate”. A exposição “Inarredáveis! Mulheres Quadrinistas” será exibida na Casa Fiat de Cultura.

 

Abaixo informações para nos programar e aproveitar ainda as oficinas, rodas de negócio, que acontecerá em vários pontos da cidade, como no no CRJ, onde serão realizadas as atividades das três oficinas de formação e os encontros da rodada de negócios. O MIS Cine Santa Tereza, por sua vez, receberá a programação da Mostra FIQ de Cinema. Em nove sessões de cinema de animação, serão exibidos longas-metragens internacionais nos gêneros aventura, ficção científica e fantasia. Todas as sessões serão legendadas. As senhas serão distribuídas com 30 minutos antes de cada exibição.

 

10ª edição do Festival Internacional de Quadrinhos de Belo Horizonte

Quando: 30 de maio a 3 de junho

Hora: 30/05 a 1º/06 – das 9h às 21h

            02 e 03/06 –  das 10h às 21h

Quanto: Entrada Gratuita

Onde: Serraria Souza Pinto (Avenida Assis Chateaubriand, 809 – Centro)

(31) 99751-0445, www.fiq.pbh.gov.br

 

Joseane Santos
Joseane Santos
Canceriana do coração apaixonado, amante da boa música, atleticana no corpo e na alma, mineirinha do interior que encontrou na capital seu lugar no mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *