Culturaliza Diversão Exposições

Festival Internacional de Linguagem Eletrônica – FILE

Foi aberto nesta sexta-feira, 19 de janeiro, o FILE, Festival Internacional de Linguagem Eletrônica, no CCBB-BH, é uma iniciativa cultural que viabiliza reflexões sobre as principais questões do universo eletrônico-digital desde o ano 2000, consolidando o Brasil como um dos protagonistas dessas discussões na comunidade internacional.

 

Um dos grandes diferenciais do FILE é criar um ambiente expositivo para o visitante ter à sua disposição obras que possibilitam a interação, a imersão e a vivência em seus conteúdos. A exposição DISRUPTIVA trará ao público de Belo Horizonte uma mostra de como os artistas atualmente estão produzindo obras no contexto disruptivo, proporcionando ao público acesso à imersão nas novas tecnologias, à interação com as novas mídias, a produções artísticas que dialogam com o contexto contemporâneo em que vivemos e a vivência compartilhada.

 

Com curadoria de Ricardo Barreto e Paula Perissinotto, esta edição montada especialmente para o público belorizontino, reúne 25 obras, de instalações totalmente imersivas a videogames e animações, como a obra do artista Lawrence Malstaf, Shrink 01995 que embala a plateia a vácuo entre duas folhas de plástico transparente e deixa-a verticalmente suspensa, ou a obra de Teun Vonk, Physical Mind, onde o participante deita entre dois objetos infláveis, que os erguem do chão e os espremem suavemente. Só para citar algumas, pois ainda há interatividade em nove instalações que sugerem a imersão digital.

 

Desde sua primeira edição, lá em 2000, o FILE tem apresentado exposições coletivas, com o propósito de mostrar a diversidade de expressões da arte eletrônica e fornecer uma visão abrangente da produção de cada período em diferentes países. Em 19 edições o Festival já passou por São Paulo e Brasília e estreou hoje em BH. Projetou que vem consolidado o Brasil como um dos protagonistas dessas discussões na comunidade internacional, já exibiu trabalhos de artistas digitais de 32 países a públicos de todas as idades em Porto Alegre, São Luis, entre outros.  Por meio de uma apurada seleção de encontros, oficinas e exposições coletivas de artes digital, o FILE fomenta não só o acesso ás criações digitais, mas a produção de novas técnicas e experiências tecnológicas.

 

Abaixo informações sobre a exposição:

Festival Internacional de Linguagem Eletrônica – FILE

 Quando: 19 de janeiro a 19 de março

Performances na obra Shrink, de Lawrence Malstaf:

Sexta-feira – 19/01 – 11h e 12h – Renata Perissinotto Passos

Sexta-feira – 19/01 – 18h e 19h – Patrícia Manata

Sábado – 20/01 – 18h e 19h – Patrícia Manata

Domingo – 21/01 – 11h e 12h – Guilherme Morais

Domingo – 21/01 – 18h – 19h – Guilherme Morais

Horas: de quarta a segunda – 10h às 22 horas

Onde: CCBB-BH – Praça da Liberdade, 450 – Funcionários

Quanto: Entrada Gratuita

Deixe o seu comentário

Joseane Santos
Joseane Santos
Canceriana do coração apaixonado, amante da boa música, atleticana no corpo e na alma, mineirinha do interior que encontrou na capital seu lugar no mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *