Culturaliza Dicas Exposições

Pátio Savassi recebe exposição fotográfica que apresenta as semelhanças entre as culturas mineira e asiática

O Pátio Savassi recebe a exposição fotográfica Tão longe, tão perto – Um encontro entre Minas e Ásia, até o dia 8 de fevereiro. O projeto surgiu com o objetivo de divulgar a cultura e os países do Sudeste Asiático e Oriente Médio, resgatar as raízes e cultura mineiras e quebrar preconceitos, ao mostrar que apesar de estarmos tão longe, somos tão semelhantes.

 

Motivado por um ano sabático que aconteceu em 2016, o fotógrafo mineiro Rodolfo Lage teve contato com culturas milenares desenvolvidas do outro lado do mundo em contextos completamente diferentes dos encontrados em Minas Gerais. No entanto, apesar de particularidades tão distintas, ele surpreendeu-se ao encontrar similaridades mais próximas entre as culturas mineira e asiática, como paisagens e costumes, do que as semelhanças identificadas entre a cultura mineira e a amazônica, por exemplo.

 

Para Rodolfo, o principal objetivo da exposição é relembrar e manter as raízes culturais: “Tão longe, tão perto surge em um contexto contraditório: de um lado os sentimentos nacionalistas extremistas e de aversão ao estrangeiro que se espalham pelos países ocidentais, principalmente em relação ao oriente, e de outro um cenário de globalização e miscigenação da cultura brasileira (e mineira) com a cultura americana, o que leva ao esquecimento e abandono da nossa cultura”, afirma o fotógrafo.

 

Exposição fotográfica: Tão longe, tão perto – Um encontro entre Minas e Ásia

Quando: 8 de janeiro a 8 de fevereiro

Horas: das 10h às 22h

Onde: Shopping Pátio Savassi (avenida do Contorno, 6061, bairro São Pedro, Belo Horizonte – Piso L2, na entrada do shopping pela Avenida Nossa Senhora do Carmo)

Mais informações: http://rodolfolagefotografia.com/exposicoes/tao-longe-tao-perto-um-encontro-entre-minas-e-asia/

Deixe o seu comentário

Bárbara Andrade
Bárbara Andrade
Mineira de BH e leonina nascida em agosto, Bárbara é uma jornalista apaixonada pelas palavras. Seu humor pode ser definido por meio de trilhas sonoras. Em seus melhores dias não podem faltar artistas como David Bowie, Raul Seixas, Cazuza e Amy Winehouse, além de sua banda favorita: The Smiths. A literatura é seu passatempo predileto e, em momentos de inspiração, essa garota de 23 anos se arrisca a escrever suas próprias histórias. Viciada em séries e filmes, Bárbara acredita que quase tudo nesta vida se resolve com uma boa caneca de café (com açúcar, por favor).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *