Entrevistas Música Shows

Lu Mattos e seu primeiro álbum solo “Roseira”

Já ganhou um piano em seu primeiro dia de vida, fez aula de música clássica, aos sete anos, começou a tocar violão bem nova e, logo após, a compor suas próprias músicas. Essa é Lu Mattos, que se prepara para o lançamento de seu primeiro álbum solo autoral, o “Roseira”. A moça, que está no mundo da música desde que nasceu -literalmente- já  fez parte da banda de rock Fata Morgana, formada por meninas.

 

Após absorver outros gêneros músicas e formar uma identidade como compositora, Lu chega com um álbum inspirado em várias situações da vida, como amor, dor, tristeza, felicidades, além dos atuais aspectos políticos que vivemos. O disco, que contém nove faixas de variados estilos,  foi produzido por Pedro Cassini, no Medisen Studios. “Este é o meu primeiro trabalho em carreira solo e está sendo maravilhoso todo o processo pós-lançamento. Estou tendo um feedback bastante positivo do público, e estou muito feliz por isso!”.

 

 

Além das nove canções do álbum, Lu Mattos apresentará o single “Amizade”, que será lançado oficialmente no ano que vem, e interpretará músicas de artistas consagrados, como Roberto Carlos, Belchior, Caetano Veloso e Gilberto Gil. “Farei releituras desses grandes mestres, pois foram compositores e interpretes que influenciaram a minha trajetória musical. São mestres brasileiros, que se destacam no cenário da música popular brasileira.”, diz. O show contará com a direção musical de Adriano Aquino e a presença de vários músicos na formação de sua big band, além de participações especiais.

 

Lu Mattos – Lançamento “Roseira”

Quando: 21 de outubro de 2017

Onde:  Sala Juvenal Dias, no Palácio das Artes – Avenida Afonso Pena, 1537, Centro)

Horas: 20h30

Quanto: R$ 10

Deixe o seu comentário

Charles Douglas
Charles Douglas
Virginiano, metropolitano de Ibirité, mas com a vida construída em BH, jornalista recém formado e apaixonado pelos rolês culturais da capital mineira. Está perdido no mundo da internet desde quando as comunidades do Orkut eram o Culturaliza de hoje. Quando não está com a catuaba nas mãos, pelas ruas de Belo Horizonte, está assistindo SBT ou desenhos no Netflix.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *