Entrevistas Música Shows

Melhores de 2016: Banda O Terno presenta show com naipes de metais em BH

“Melhor do Que Parece”, último álbum da banda O Terno, fez jus ao nome e apareceu na lista dos melhores álbuns de 2016. Sem uma mensagem específica, mas com um tom otimista, assim como define o vocalista da banda, Tim Bernardes, o disco foi bem recebido pelo público e também pela imprensa. “Ver que não só o público, que é nosso principal alvo, gostou, assim como formadores de opinião que o espalham por aí, é muito legal.”

 

Após um reconhecimentos desses e perceber todo o envolvimento do público nos shows da turnê, o grupo resolveu incluir em suas apresentações, além do vocal e a guitarra de Tim Bernardes, o baixo de Guilherme d’Almeida e a bateria de Biel Basile, um naipe de metais, dando um charme ainda maior nas performances ao vivo.

 

Clipe de “Culpa”, primeiro single do “Melhor do que Parece”:

 

 

Ao ser perguntado por que metais no show, Tim conta sobre as experiências feitas antes da escolha final: “O ‘Melhor do Que Parece’ foi um CD no qual a gente gravou várias coisas pra além do trio  – sopros, cordas, harpa… E ainda não tínhamos feito um show com qualquer tipo de formação expandida, mas tínhamos muita vontade. Experimentamos com os metais e curtimos muito; a sonoridade deles faz com que o show cresça demais. Pra nós, que sempre tocamos em três pessoas, tocar em seis é muito interessante, além de dar uma dinâmica diferente pro show.”

 

Após se apresentarem em Nova York, sozinhos e ao lado de Liniker – pela primeira vez – perceber as diferenças de brasileiros e gringos em uma mesma plateia (“tinha uma mistura boa de brasileiros e gringos; foi massa conseguir ver as diferentes reações entre eles” – Comenta Tim sobre o público do show nos EUA), a banda chega a todo vapor e com naipes de metal na capital mineira.

 

BH é legal demais! É especialmente marcante porque já fizemos viagens – como pra Diamantina, por exemplo – com outros amigos, e paramos ou passamos por aí no caminho. São todos muito receptivos e gente boa.

 

Isso todo mundo fala da gente, né?! São tantos elogios que já estamos até vermelhos de vergonha (rsrs). Já que fomos tão elogiados pelos um dos melhores de 2016, qual deve ser o lugar favorito deles na cidade, hein?! “Gostamos muito da Galeria Maletta, do Parque Municipal… Mas o mais legal de BH são os mineiros!”. 

 

*Tanto o Maletta, quanto o Parque Municipal, já foram temas da coluna Rolê Fotográfico. Você pode conferir clicando no nome dos locais. 

 

O Terno com metais 

 

Quando: 29 de setembro de 2017 (sexta-feira

Horas: 21h

Onde: Sesc Palladium (Grande Teatro) – Rua Rio de Janeiro, 1046, Centro

Quanto: de R$ 24 (preço único; comerciário) a R$ 60 (preço único; inteira) pelo Ingresso Rápido 

Deixe o seu comentário

Charles Douglas
Charles Douglas
Virginiano, metropolitano de Ibirité, mas com a vida construída em BH, jornalista recém formado e apaixonado pelos rolês culturais da capital mineira. Está perdido no mundo da internet desde quando as comunidades do Orkut eram o Culturaliza de hoje. Quando não está com a catuaba nas mãos, pelas ruas de Belo Horizonte, está assistindo SBT ou desenhos no Netflix.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *