Cobertura Resenhas Shows

As boas vibrações do Festival Vibra

Setembro já teve um começo recheado de boas vibrações, com um festival que traz isso no nome, o Festival Vibra, que ocupou, e muito bem ocupado, um grande espaço do Parque Municipal, bem no centrão da capital, na sexta (01/09), sábado (02/09) e no domingo (03/09). Contando com várias atrações musicais de peso, o evento teve também com práticas e campeonatos de diversos esportes, como basquete, skate e slackline.

 

Eu tive a oportunidade de conferir somente o primeiro dia (finalizei a semana e iniciei o mês em grande estilo). Antes do início das atrações, dei uma explorada nos locais onde haviam ocupações de pessoas. Passei pelas áreas esportivas montadas e minha vontade de ser um esportista veio e passou na hora. Não pude deixar de conferir também o palco Largo do Chico Nunes, com DeSkaReggae Sound System, que emanava boas energias. 

 

O primeiro show do Palco principal ou Palco Gramado foi da banda belo-horizontina, Graveola, que apresentou as canções de seu álbum mais recente, “Camaleão Borboleta”, e de seus outros álbuns, além de apresentar também canções inéditas. A banda fez muito bem o papel de chamar as pessoas para mais perto da grade. Nós conversamos com um dos vocalistas da banda, e o vídeo da entrevista em breve será divulgado. Fique atento!

 

Graveola | Foto: Charles Douglas

 

No meio do “sanduíche”, a recém Orquestra Atípica de Lhamas cativou o coração de todos que estavam por lá. A simpatia dos integrantes e de suas músicas contagiaram a todos. A banda, realmente, foi uma das grandes atrações da noite, mesmo sendo tão recente e ainda desconhecida de grande parte do público. E é isso que eu acho legal em festivais. A oportunidade única de conhecer e vivenciar esses novos artistas são demais. E enquanto eu procurava um bom ângulo para as fotografias e vídeos pude ouvir alguém do público dizendo “Eu vim pra ver a Nação Zumbi mas tô adorando tudo!”.  

 

Orquestra Atípica de Lhamas | Foto: Charles Douglas 

 

 

Para finalizar a noite, a banda mais esperada, Nação Zumbi, chegou esbanjando experiência com um show pra lá de agitado, contando com uma performance bem agitada e uma iluminação muito bem elaborada. As letras das música estavam na boca do povo, que cantava e gritava com muita euforia o nome do grupo. Os grandes clássicos da banda, como “Bossa Nostra” e as mais recentes como “Cicatriz” fizeram parte do repertório para a alegria de todos. 

 

Nação Zumbi | Foto: Charles Douglas

 

Para finalizar, você confere uma galeria com algumas fotos do Festival:

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

 

Até a próxima cobertura! 😉

 

 

Deixe o seu comentário

Charles Douglas
Charles Douglas
Virginiano, metropolitano de Ibirité, mas com a vida construída em BH, jornalista recém formado e apaixonado pelos rolês culturais da capital mineira. Está perdido no mundo da internet desde quando as comunidades do Orkut eram o Culturaliza de hoje. Quando não está com a catuaba nas mãos, pelas ruas de Belo Horizonte, está assistindo SBT ou desenhos no Netflix.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *