Culturaliza Entrevistas Música Shows

Ricardo Ulpiano e o seu “Por Que Calar”

O que te faz calar? Muitas situações do dia a dia podem proporcionar, por muitas vezes, momentos silenciosos; momentos esses que por muitas vezes são positivos ou negativos, no caso de Ricardo Ulpiano, cantor e compositor, a hora de calar é obtida após apreciar belezas. “Em geral me calo mais diante da beleza das coisas ou também para não ‘conversar demais’. Frente a situações cotidianas em geral me coloco, apesar de não gostar de falar muito.”

 

E é exatamente isso que o artista deixa aberto em seu novo álbum, intitulado de “Por que Calar”. A proposta é causar uma livre interpretação em seu título, sem pontuação, instigando a vontade de afirmar ou de perguntar. Durante sua produção, Ulpiano teve várias importantes situações que contribuíram para sua realização, como presenciar a Marcha do Silêncio, em Montevidéu, durante uma turnê em 2016, que é realizada em homenagem/protesto pelas pessoas mortas e desaparecidas durante a ditadura do país. 

 

Outra inspiração foi o momento de turbulência do nosso país. E um terceiro ponto muito importante diz respeito a algo mais íntimo, quando as vezes calamos nossas vozes por motivos mais variados, como por exemplo diante de algo muito belo e no qual podemos ficar sem palavras.

 

 

Com mais de 15 anos de carreira, o cantor de Belo Horizonte já participou de diversos momentos importantes para o desenvolvimento da música autoral tanto da cidade, quanto do estado e até nacional, por isso, sua avaliação é positiva em relação às músicas produzidas por aqui, mas não deixa de ressaltar a falta de espaço para os músicos criadores independentes. “Não é a toa que tenho feito mais trabalhos no exterior.”
 
 

Trabalhos no exterior que estão contribuindo com diversas experiências culturais magnificas e observações incríveis: “Países latinos de língua espanhola são muito diferentes, uns mais que outros, mas os costumes, os modos, comportamentos em geral cada um tem o seu, a sua identidade. Daí tenho aprendido sobretudo a música destes países, novos gêneros, instrumentos e claro feito muitas parcerias e também amigos por onde passo.” 

 

Capa do álbum

 

Gestão cultural 

 

Além de sua vida musical, Ricardo Ulpiano também é gestor cultural e já teve envolvimento com alguns projetos culturais, como a reabertura do Centro Cultural da Vila Santa Rita, na região do Barreiro, qual ele conta em um artigo. Em sua atividade como gestor, realizou também uma monografia sobre a Distribuição do Recursos da lei Municipal de Incentivo à Cultura no período de 2011 a 2015.

 

O show

 

Após todas as experiências, é hora de pré-lançar o esperado novo álbum “Por que Calar?”, ao lado de Larissa Horta (baixo e vocal), Doalcei Comini (guitarrista) e Thiago Peixoto (bateria e vocal), no Hall do Museu de Artes e Ofícios, bem no centrão da capital mineira, contando ainda com um instrumento que é fruto das vivências no exterior, que é tiple, da Colômbia. 

 

Um das características das minha apresentações são estes ambientes de intimidade, sem ser invasivo. Ao final, mesmo quem não conhece as músicas, em geral, sai cantando alguma delas.

 

Domingo com Arte no Museu recebe Ricardo Ulpiano – Pré-lançamento do EP “Por que Calar?”

 

Quando: 27 de agosto

Horas: 11h

Onde: Hall do Museu de Artes e Ofícios – Praça Rui Barbosa, 600 – Centro

Quanto: gratuito

Informações: (31) 3248 8600

 

Deixe o seu comentário

Charles Douglas
Charles Douglas
Virginiano, metropolitano de Ibirité, mas com a vida construída em BH, jornalista recém formado e apaixonado pelos rolês culturais da capital mineira. Está perdido no mundo da internet desde quando as comunidades do Orkut eram o Culturaliza de hoje. Quando não está com a catuaba nas mãos, pelas ruas de Belo Horizonte, está assistindo SBT ou desenhos no Netflix.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *