Colunas Culturaliza Infantil Literaliza BH Literatura Livros

A Bonequinha Preta – Alaíde Lisboa

Hoje tem clássico da literatura infantil!

 

 

“A Bonequinha Preta” da escritora mineira Alaíde Lisboa é um livro que encanta gerações e vai comemorar 79 anos de publicação. Lançado em 1938, a obra já vendeu mais de 1 milhão de exemplares e passa da 22º edição. Alaíde Lisboa, que dá nome a várias escolas e creches da capital, foi a primeira mulher a exercer o cargo de vereadora em Belo Horizonte (entre 1949 e 1952). Alaíde também foi pesquisadora, professora da UFMG e publicou mais de 30 livros. Faleceu em novembro de 2006. “A Bonequinha Preta” é uma história brilhantemente ilustrada para encantar as crianças. A ilustradora Ana Raquel é a responsável pelos desenhos das duas edições mais recentes.

 

 

 

 

“A Bonequinha Preta” conta a história de Mariazinha e sua linda bonequinha preta que usa duas trancinhas, tem boca vermelha e olhos arredondados. Mariazinha cuida com muito carinho da bonequinha e as duas trocam juras de amor e amizade. Certo dia Mariazinha vai passear com a mãe e não pode levar a bonequinha, que é recomendada a ficar quietinha em casa sem fazer arte. Só que a bonequinha consumida pela curiosidade, acaba caindo da janela e desaparece, deixando Mariazinha cheia de saudades. É uma história infantil, em um mundo imaginário onde boneca e criança são amigas.  A escrita é cheia de repetições de palavras, com foco em lições como obediência, ajudar ao próximo e perdoar. É um clássico infantil que marcou várias gerações e a infância de muitos de nós leitores que lembram desta obra com muito carinho e nostalgia. 

 

 

 

No Youtube tem vários vídeos sobre “A Bonequinha Preta”.  Achei essa narração bem interessa, apesar do áudio não estar muito bom. Mas achei super legal essa sacada da leitura página por página, seguindo a risca o livro. Lembro que o sucesso do livro infantil não se faz sozinho na leitura feita pela criança. É preciso o incentivo e a disponibilidade dos pais de tirar um minuto do seu precioso tempo para cultivar nas crianças o gosto pela leitura.

 

 

Essa é uma indicação diferente porque, para nós adultos, essa contemplação em relação a literatura infantil não tem sentido se não tiver alguém para dividir. E nada melhor do que o seu público alvo né. Por isso indico que você LEIA “A Bonequinha Preta” para o seu filho, filho dos outros, afilhados, sobrinhos, irmãos, ou qualquer criança que saberá absorver a essência dessa bela história. 

 

Esta coluna é publicada aqui, todas as segundas!

Envie seu e-mail para a colunista: elisrouse@culturalizabh.com.br

 

Deixe o seu comentário

Elis Rouse
Elis Rouse
Sou Elis, não sou Regina; sou do interior e amo a capital; sou jornalista, mas não trabalho em jornal; amo ler, sonho escrever; dicas vou dar, dicas quero receber; experiências vamos trocar; literatura brasileira vamos amar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *