Culturaliza Literatura Poesia

Poetiza BH: Árvores voantes

Raízes que voam
Perdidas de si
Embaralham o tempo
Jogando pólens
Cartas de árvores
Fecundam o céu
Por vezes choroso
Devolve chuva
Chorar também é doação
De vida que brota
Pelos brotos da cidade
Escorrem meus olhos
Procurando seus chãos
Misturamos
Seivas
Sucos
Folhas que cobrem o leito
De braços dados
Vivemos árvores amantes
No fundo eu espero
Como segredo
Nas cascas de mim
Mora seu cheiro
Que se misturam com o céu
Tenha morada
Voaremos…

B.

 

Poema de Bernardo Nogueira

Foto: Wagner Correa

Instagram: Café de Imagens

Deixe o seu comentário

Bernardo Nogueira
Bernardo Nogueira
Professor da Escola de Direito do Centro Universitário Newton Paiva, mestre em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, doutorando em Direito pela PUC/MG, autor dentre outros dos livros: "Cinema com Filosofia", "FOTOcontinuo", "Avôrio", "Direito e Literatura". Talvez poeta...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *