Dicas Diversão Música Shows

Muita representatividade e liberdade gênero na 4ª edição da festa Divina Maravilhosa

A Serraria Souza Pinto recebe, no dia 12 de maio, um evento que coloca na mesa toda forma de liberdade possível, ou seja, você pode ser o que quiser, onde você quiser, é o Divina Maravilhosa que vem com um line-up com cantores que exaltam a liberdade de gênero, o feminismo e a diversidade: Marcelo Veronez convida Elza Soares, Linn da Quebrada, MC Carol, Toda Deseo, Lá da Favelinha – Disputa Nervosa e bloco Alô Abacaxi.

 

 

Já viu que música boa e militância não vai faltar por lá, né?! Que beleza! Mas, além de música, o evento vai contar com várias atrações culturais, já que a curadoria do evento busca acompanhar criações artísticas que falem de demandas sociais urgentes , associando o entretenimento aos propósitos desta geração. Carô Renó e Sérgio Anders apresentam uma performance lírica; Karen Corrêa e Ana Luiza Gonçalves levam seus Corpos Poéticos; e duas exposições fotográficas complementam a programação, o porn art em República Zero, deRandolpho Lamonier e as personagens da Guaicurus em Aparecidas, de Bianca Aun.

 

Acho que você não vai ficar de fora dessa, né?! Porque a gente aqui não vai perder nada dessa festa!

 

Divina Maravilhosa 

 

Quando: 12 de maio de 2017 (sexta-feira)

Horas: das 21h00 às 07h00

Onde: Serraria Souza Pinto – Av. Assis Chateaubriand, 809 – Centro

Ingressos: sympla.com.br

LOTE – Meia – R$30/ Solidário – R$35*/ Inteira – R$60

2º LOTE – Meia – R$40/ Solidário – R$45*/ Inteira – R$80

3º LOTE – Meia – R$50/ Solidário – R$55*/ Inteira – R$100

*INGRESSO SOLIDÁRIO: na doação de R$ 5 para o projeto Lá da Favelinha, paga-se meia-entrada.

Informações: www.divinamaravilhosa.com.br

 

 

Deixe o seu comentário

Charles Douglas
Charles Douglas
Virginiano, metropolitano de Ibirité, mas com a vida construída em BH, jornalista recém formado e apaixonado pelos rolês culturais da capital mineira. Está perdido no mundo da internet desde quando as comunidades do Orkut eram o Culturaliza de hoje. Quando não está com a catuaba nas mãos, pelas ruas de Belo Horizonte, está assistindo SBT ou desenhos no Netflix.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *